Em discurso lido pelo vice José Alencar, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que, no momento atual de incertezas no mercado mundial, o Brasil precisa aprofundar políticas que vêm sendo implementadas, como a de comércio exterior.

Acordo Ortográfico "Estou falando em aumentar as exportações e procurar cada vez mais produtos de alto valor agregado, de melhorar nossa competitividade e continuar procurando novos e diversificados mercados consumidores."

A previsão era de que Lula faria a abertura da 2ª Bienal Brasileira de Design, no Museu Nacional, em Brasília. O presidente, porém, cancelou a participação em razão da reunião de coordenação política. Coube a Alencar ler o discurso enviado pelo presidente.

Lula defendeu ainda a internacionalização das empresas brasileiras. Segundo ele, este é o caminho para tornar as companhias mais competitivas.

"Ao se estruturarem em bases globais, as empresas ficam muito menos vulneráveis a crises internas e externas e o dinheiro aplicado fora do País pode voltar em forma de aumento das exportações, o que é bom para o balanço de pagamento do País", disse.

Segundo ele, o governo já conseguiu firmar as condições para que a disposição de investir no Brasil voltasse de forma robusta, como melhoria da estrutura produtiva e o amplo mercado interno. "O mais importante é que, nos últimos anos, conquistamos também o que não se mede em números: O País voltar a confiar em si mesmo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.