Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil poderá criar 2,2 mi de empregos até o fim do ano, afirma Lula

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que a economia brasileira vive uma fase auspiciosa de crescimento. Ao comentar os índices de emprego e desemprego apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na semana passada, ele avaliou que, à medida que a economia cresce há vários trimestres consecutivos, o país gera mais oportunidade de trabalho.

Valor Online |

"Os dados do IBGE mostram um mercado de trabalho em franca expansão. Em agosto deste ano, a taxa de desocupação baixou de 8,1% para 7,6% nas seis regiões metropolitanas pesquisadas. Essa foi a menor taxa para o mês de agosto de toda a série histórica do desemprego. No mesmo mês do ano passado, a taxa de desocupação era de 9,5%. A queda foi substancial."
Em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente, Lula lembrou que, apenas em 2008, foram criados quase 1,8 milhão de empregos e que, se o ritmo de crescimento continuar, o país pode chegar ao final do ano com mais de 2,2 milhões de empregos. Em relação aos salários dos trabalhadores, ele avaliou que o aumento real de 5,7% em relação a 2007 é "importante".

"Precisamos fazer com que a massa salarial cresça ainda mais porque é o que importa. Na medida em que o trabalhador ganha um pouco mais, ele vai comprar uma roupa, um sapato, mais comida, eletrodoméstico, fazer uma pequena poupança, arrumar a casa dele. E esse trabalhador ajuda a dinamizar a economia brasileira."
(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: lula

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG