Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil pode seguir México e voltar a captar no exterior em breve

BRASÍLIA - Mesmo com a crise, o governo pode voltar a captar recursos no exterior em breve, afirmou hoje o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Creio que não vai demorar muito tempo para que o Brasil volte ao mercado internacional, afirmou ele.

Valor Online |

Augustin avaliou como "positiva", a notícia sobre captação soberana de US$ 2 bilhões feita pelo México na semana passada.

"Essa emissão do México é um fator positivo, pois é uma demonstração de que talvez, num prazo não muito longo, o mercado pode voltar a financiar os países emergentes", comentou o secretário.

Ele avaliou que, por conta do agravamento da crise financeira internacional desde setembro, o mercado ficou muito "volátil e turbulento". E o lançamento do bônus mexicano de dez anos seria uma demonstração de melhoria desse cenário. O México captou com taxa de 5,96% ao ano.

Augustin reiterou que a política de captação do governo brasileiro é dirigida à melhoria do perfil do endividamento externo e em busca de taxas menores (benchmarks) para referência de financiamentos externos de empresas brasileiras.

A última investida do Brasil no mercado internacional ocorreu em maio deste ano, após o país receber a segunda nota de grau de investimento.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG