Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil perdeu uma posição no ranking de exportadores, diz OMC

Genebra, 05 - A Organização Mundial do Comércio (OMC) alertou que as exportações brasileiras passarão por tempos difíceis diante da crise internacional e da queda nos preços das commodities. Nesta quarta-feira a entidade divulgou seu relatório anual sobre comércio e refez seus cálculos gerais.

Agência Estado |

Na revisão, o País caiu uma posição no ranking dos maiores exportadores do planeta em 2007 em relação à classificação que havia sido elaborada em abril.

Pelo ranking divulgado em Genebra, o Brasil ocupa o 24º lugar entre os maiores exportadores, com 1,2% do comércio internacional. Em abril, a OMC havia colocado o Brasil na 23ª posição, mas a consolidação dos dados acabou rebaixando o País, que foi superado pelos Emirados Árabes Unidos. Países relativamente pequenos como Áustria, Suécia e Suíça continuam com maior participação no comércio mundial que a economia brasileira.

A OMC também apresentou uma revisão do crescimento do comércio de 2007, passando de 5,5% em sua versão de abril, para 6%. Já em 2008, a crise deve fazer com que a taxa de expansão seja de cerca de 3,5%, uma das menores em anos.

No caso do Brasil, a taxa de expansão das exportações em 2007 ficou abaixo da média do Mercosul e a menor entre os Brics (Brasil, Rússia, Índia e China, os quatro principais emergentes do mundo). Em 2007, o País registrou um crescimento das exportações de 17% em valor, com US$ 160 bilhões. Em volume, porém, o Brasil teve uma alta de suas vendas de apenas 6,9% em 2007. Com a nova classificação, o País se mantém na mesma posição obtida em 2006. Em 2005, era o 23º colocado.

Leia mais sobre exportação

Leia tudo sobre: exportação

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG