Os líderes de três potências econômicas emergentes, Brasil, Índia e África do Sul, celebram nesta quarta-feira em Nova Délhi seu encontro anual, que desta vez será dominado pela crise financeira internacional, assim como os preços dos alimentos e combustíveis.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, e o presidente sul-africano, Kgalema Motlanthe, se reunirão na terceira conferência anual Índia-Brasil-África do Sul (IBSA).

"O encontro de cúpula dará aos líderes uma oportunidade para trocar pontos de vista em temas internacionais e regionais. Não tenho dúvida alguma de que isto incluirá a crise financeira global e os temas de segurança alimentar e energética", afirmou Nalin Surie, funcionário do ministério indiano das Relações Exteriores.

O IBSA foi criado em 2003.

As autoridades estatais dos três países, cuja soma de suas populações chega a 1,3 bilhão de pessoas, acreditam que o trabalho conjunto é a melhor maneira de obter resultados em temas como as negociações da Rodada de Doha e a reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Os Estados-membros do IBSA buscam também um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU.

A meta de comércio trilateral entre os países do IBSA é de 15 bilhões de dólares para 2010, contra os 10 bilhões há um ano.

afp/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.