RIO - A necessidade de financiamento da economia nacional (saldo entre captação e pagamento de compromissos com o resto do mundo) foi de R$ 14,3 bilhões entre abril e junho deste ano, informou o IBGE. Isso significa que o Brasil pagou em compromissos no exterior R$ 14,3 bilhões a mais do que captou.

Conforme o IBGE, esse resultado se deve principalmente à diminuição do saldo externo de bens e serviços em R$ 10,1 bilhões. Além disso, a remessa de recursos ao exterior ( Renda Líquida de Propriedade Enviada ao Resto do Mundo ) aumentou em R$ 4,4 bilhões.

A renda nacional bruta somou R$ 698,5 bilhões no segundo trimestre, contra R$ 621,1 bilhões do intervalo equivalente do ano passado. A renda nacional bruta representa o PIB, acrescido de rendas de propriedades recebidas do resto do mundo e descontadas rendas ou remuneração que são enviadas para não-residentes no país.

Na mesma comparação, a poupança bruta passou de R$ 121 bilhões para R$ 136,2 bilhões. A poupança bruta é constituída pela renda (após descontos de transferências para o exterior e acréscimos de transferências vindas de fora) que não é gasta em consumo.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.