Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil é o 4º consumidor de água engarrafada

A água engarrafada é a bebida cujo consumo mais cresce hoje no mundo e o Brasil já é o quarto maior mercado, ficando atrás apenas de Estados Unidos, México e China. Dados da Associação Internacional de Águas Engarrafadas apontam que a demanda brasileira cresce mais de 7% ao ano.

Agência Estado |

O Brasil consome mais água engarrafada que países como Alemanha, Itália e França.

Ativistas, no entanto, estão alertando que o custo ambiental desse crescimento é alto. Um dos problemas é a exploração considerada degradante de águas de lençóis freáticos. Empresas que fazem o engarrafamento vêm enfrentando resistência de organizações não-governamentais, como no caso da região do Rio São Lourenço, em Minas Gerais.

Há ainda o problema relacionado à embalagem, geralmente de plástico (feito de petróleo e gás natural, ambos recursos não-renováveis). Pelo menos 1,5 milhão de toneladas de plástico é usado para fabricar garrafas PET.

Outro alerta é do Instituto Worldwatch, que denuncia o consumo crescente de água engarrafada enquanto o porcentual da população mundial sem acesso a nenhuma fonte continua aumentando. O estudo aponta que entre 35% e 50% dos moradores de cidades na África e na Ásia não têm acesso a água potável. Mais de 1 bilhão de pessoas são carentes de água e não têm renda para comprá-la engarrafada.

Para as empresas do setor, os emergentes estão se transformando em verdadeiras minas de ouro diante do surgimento de classes médias que não querem mais depender de água da torneira. No mundo, a taxa média de crescimento do setor é de 7,4% ao ano. Na área de vinhos, por exemplo, a média é de 2%. O consumo de cerveja cresce 2,3% ao ano.

Ainda segundo o estudo, a água engarrafada custa até 10 mil vezes mais do que a de torneira. Por metro cúbico, a água engarrafada estaria sendo vendida a US$ 1 mil. Em alguns Estados norte-americanos, o metro cúbico de água de torneira potável não custa mais de US$ 0,50.

Diante de uma campanha em vários países ricos contra a proliferação da venda de água engarrafada, algumas empresas notaram redução de vendas. Em seus últimos resultados, a Nestlé não esconde que sofreu retração nas vendas de 1,1% entre janeiro e junho deste ano. Mesmo assim, vendeu em todo o mundo quase US$ 5 bilhões em água. Nos países emergentes, a alta apenas nos seis primeiros meses deste ano foi de mais de 20%.

Consumo

No total, o mundo consumiu 188,5 bilhões de litros de água engarrafada em 2007, contra 128,7 bilhões de litros em 2002. Os dez maiores consumidores são responsáveis por 136 bilhões de litros. Na China, o crescimento no consumo é de mais de 17% ao ano, contra 0,5% na França.

No Brasil, o consumo de água engarrafada até o final de 2007 foi de 13,6 bilhões de litros (era de 9,4 bilhões de litros em 2002). A média por pessoa é de 77 litros por ano.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG