Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil é o 15º em recebimento de recursos do exterior

O Brasil é o 15º país no mundo a receber o maior volume de remessas de seus emigrantes que estão pelo mundo trabalhando. Dados das Nações Unidas (ONU), referentes a 2006, mostram que o Brasil recebeu US$ 3,2 bilhões em remessas.

Agência Estado |

O volume é mais de seis vezes superior ao que os brasileiros enviavam em 1990. Em 2000, as remessas chegaram a US$ 1,3 bilhão, atingindo US$ 2,8 bilhões em 2005.

Entre os países que mais recebem recursos está o México, com US$ 25 bilhões entrando por ano em sua economia graças aos emigrantes que estão principalmente nos Estados UNidos. O volume é equivalente a 9,4% das exportações nacionais. Índia, Filipinas, China, Indonésia e Egito também entre eles os líderes no recebimento de recursos de cidadãos que estão fora do país. O dinheiro registrado, porém, é apenas parte da história. A própria entidade acredita que as remessas que não passam por canais oficiais são tão importantes quanto às que são registradas.

Segundo a ONU, o dinheiro enviado pelos emigrantes representa apenas 2,1% das exportações nacionais. Em outros países, a situação é bem diferente. Na Guatemala, o dinheiro enviado representa metade dos lucros que o país obtém com as exportações. Em El Salvador, as remessas geram o equivalente a 65% do volume do comércio do país. A situação mais crítica é do Haiti, que recebe por ano cerca de US$ 1 bilhão de fora, volume superior a todas as suas exportações.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG