Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil e Costa Rica afirmam que terminou litígio sobre comércio da banana

Genebra, 27 jul (EFE).- Brasil e Costa Rica anunciaram hoje que a histórica disputa comercial entre UE e América Latina por causa da banana terminou, pois os dois blocos alcançaram um acordo para reduzir a tarifa européia aplicada às compras importações latino-americanas desta fruta.

EFE |

O ministro das Relações Exteriores Celso Amorim anunciou esta noite que a disputa sobre a banana terminou, em declarações aos jornalistas na saída da reunião que realizam cerca de 30 ministros da Organização Mundial do Comércio (OMC) para desbloquearem a Rodada de Doha sobre a liberalização do comércio mundial.

Amorim afirmou que se trata de "um acordo histórico" que permitirá avançar no conjunto das negociações de Doha.

"Foi um bom acerto, pois todas as partes estiveram de acordo", declarou.

Segundo outras fontes diplomáticas que estavam na sala e que pediram o anonimato, a "Costa Rica anunciou (na reunião de ministros) que havia um acordo (entre UE e os países da América Latina) e ninguém desmentiu isto".

Segundo a proposta, que permitiu a aproximação da UE e da América Latina nas últimas horas, a tarifa que agora taxa a entrada da banana no mercado europeu (176 euros por tonelada) será reduzida a partir de 2009 para 148 euros e a cada ano irá diminuir até ficar em 114 euros em 2016.

Por outro lado, o embaixador da Costa Rica na OMC e coordenador do grupo sobre "produtos tropicais" (que inclui a banana), Ronald Saborío, declarou que "foi resolvida" a disputa entre UE e América Latina que já "dura cerca de 16 anos".

Disse que o acordo "está fechado" e que o conflito sobre a importação européia da banana está resolvido, "seja dentro ou fora da Rodada de Doha". EFE ms/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG