Os principais acordos que marcarão a visita do presidente da China, Hu Jintao, ao Brasil, na próxima semana, deverão ser na área de energia, entre a Petrobras e a estatal chinesa Sinopec. Os termos ainda estão sendo negociados, mas devem prever a exploração conjunta de petróleo no Brasil.

Os principais acordos que marcarão a visita do presidente da China, Hu Jintao, ao Brasil, na próxima semana, deverão ser na área de energia, entre a Petrobras e a estatal chinesa Sinopec. Os termos ainda estão sendo negociados, mas devem prever a exploração conjunta de petróleo no Brasil. A área de ciência e tecnologia terá espaço relevante, com quatro documentos no setor espacial, entre os quais o que regulamenta a cessão gratuita de imagens do Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS, na sigla em inglês) para países em desenvolvimento. Durante a visita também será aprovada a criação de laboratórios conjuntos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e da Academia Chinesa de Ciências Agrárias nos dois países. Os laboratórios vão realizar pesquisas nas áreas de recursos genéticos e biotecnologia avançada, biomassa e bioenergia, tecnologia de processamento de alimentos e ciências animais. Esta será a segunda vez que o presidente chinês visita o País. A primeira viagem foi realizada em novembro de 2004. Nas duas ocasiões, ele retribui visitas feitas à China pelo presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.