Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil Brokers lucra R$ 23,3 milhões no segundo trimestre

SÃO PAULO - A holdings de corretoras de imóveis Brasil Brokers Participações encerrou o segundo trimestre do ano com lucro líquido de R$ 23,3 milhões, montante ligeiramente menor que os R$ 23,9 milhões obtidos no primeiro trimestre do ano. Como a companhia só iniciou suas atividades em junho de 2007, não há dados para a comparação anual.

Valor Online |

Ajustando o resultado à amortização do ágio das aquisições realizadas e às despesas financeiras contabilizadas em função do ajuste para valor presente, o ganho líquido seria de R$ 29,6 milhões, contra resultado, também ajustado, de R$ 25 milhões no primeiro trimestre.

O total de vendas contratadas de abril a junho foi de R$ 2,71 bilhões, alta de 12,8% sobre o primeiro trimestre, com um montante de 14.452 unidades vendidas, sendo 8.397 (58% do total) com valor até R$ 150 mil.

A receita bruta de serviços das subsidiárias da Brasil Brokers, representadas por comissões de corretagem, totalizou R$ 71,1 milhões no trimestre, gerando uma comissão média de 2,6%. Após a dedução dos impostos sobre a venda, a receita líquida do período somou R$ 64,8 milhões, ficando 24% acima dos R$ 52,3 milhões observados no primeiro trimestre do ano.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado apresentou crescimento de 24%, para R$ 31,6 milhões, com margem praticamente estável em 48,8%.

Os custos e despesas operacionais das subsidiárias foram de R$ 30 milhões. Acrescentando as despesas da controladora, que totalizaram R$ 3,1 milhões no trimestre, a despesa total foi de R$ 33,1 milhões, montante 23% maior que o registrado no primeiro trimestre do ano.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG