Brasília, 12 fev (EFE).- O Brasil aumentará a transmissão de energia ao Uruguai de 300 para 500 megawatts, a fim de amenizar a delicada situação energética causada pela forte seca no país vizinho, anunciou hoje o ministro das Relações Exteriores uruguaio, Gonzalo Fernández.

Fernández se reuniu hoje em Brasília com o ministro de Minas e Energia do Brasil, Edson Lobão. No encontro, os dois conversaram sobre a "crise" energética que a falta de chuvas nos últimos meses provocou no Uruguai.

"O Uruguai está recebendo neste momento 300 megawatts de energia, mas, dada a situação de crise e como o convênio bilateral com o Brasil prevê uma transmissão de até 500 megawatts, pedimos que chegue a esse teto", disse o ministro uruguaio em entrevista coletiva.

Segundo Fernández, a resposta de Lobão foi positiva, e o Uruguai pode começar a receber o excedente solicitado na próxima semana.

O chanceler uruguaio disse ainda que discutiu com o ministro brasileiro detalhes de uma "futura conexão energética, que poderia confluir com a assinatura de um acordo bilateral" que defina até alguns aspectos relativos a preços e mercados.

Fernández avaliou a "forte presença" da Petrobras no Uruguai e ressaltou que a estatal é uma das empresas interessadas na chamada "Rodada do Uruguai 2009", um ambicioso projeto mediante o qual serão licitadas áreas para a prospecção de petróleo e gás em águas profundas uruguaias. EFE ed/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.