Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil amplia quota de importação de pneus usados do Paraguai

Tucumán (Argentina), 1 jul (EFE).- O Brasil ampliou a quota para a importação de pneus recauchutados do Paraguai, embora ainda não tenha igualado o volume de compras que existia antes da imposição de limites à entrada desses produtos, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

"O Brasil ampliou a quota em 48 mil unidades anuais a partir de um pedido nosso", disse hoje à Agência Efe o chanceler paraguaio, Rubén Ramírez, na Cúpula do Mercosul realizada na cidade argentina de Tucumán.

Ramírez disse que a nova quota é agora de 148 mil pneus recauchutados ao ano, frente a envios paraguaios que eram de cerca de 200 mil unidades antes da imposição de limites por parte do Brasil.

O chanceler paraguaio disse que a ampliação da quota é "uma conquista importante" enquanto o Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) define uma política comum para o comércio desses produtos.

O bloco sul-americano chegou ao acordo em Tucumán de criar um grupo de trabalho que nos próximos seis meses tentará elaborar propostas para regulamentar o comércio de pneus usados.

Segundo fontes diplomáticas argentinas consultadas pela Efe, a iniciativa procura "conciliar as distintas posições" que existem dentro do bloco sobre o comércio de pneus e "sair do emaranhado de casos judiciais" por este tema, seja dentro do próprio Mercosul como da Organização Mundial do Comércio (OMC) Tanto o Brasil como a Argentina puseram limites à entrada de pneus recauchutados, artigos que são processados no Paraguai e Uruguai a partir de pneus originais importados da União Européia (UE).

Em 2000, o Brasil impôs um veto à entrada de pneus remodelados da UE, o que fez com que o bloco recorresse a OMC, que em julho de 2007 decidiu a favor dos europeus. EFE nk/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG