SÃO PAULO - O primeiro semestre de 2008 significou para o Bradesco um lucro líquido de R$ 4,105 bilhões, sendo R$ 2,636 bilhões provenientes das atividades financeiras e R$ 1,469 bilhão advindos das operações do grupo em seguro e previdência. Nos seis primeiros meses do ano passado, o banco obteve lucro de R$ 4,007 bilhões.

Em uma base ajustada, o lucro semestral foi de R$ 3,909 bilhões frente aos R$ 3,506 bilhões verificados entre janeiro e junho de 2007.

A carteira de crédito, incluindo avais, fianças, valores a receber com cartões de crédito (compras parceladas e à vista) e cessão de crédito (FIDC), somou R$ 181,602 bilhões ao final de junho, com elevação de 38,8% em relação ao mesmo intervalo do exercício anterior. As operações com pessoas físicas corresponderam a R$ 65,872 bilhões e as com pessoas jurídicas ficaram em R$ 115,730 bilhões, avanço respectivo de 32,2% e 42,9%.

No primeiro semestre de 2008, o patrimônio líquido do banco aumentou 22,5% no confronto com os mesmos seis meses do calendário passado, atingindo R$ 33,711 bilhões.

Em junho, o Bradesco registrou ativos totais de R$ 403,271 bilhões, com acréscimo de 38,8% no confronto com intervalo equivalente de 2007. O retorno anualizado sobre os ativos totais médios foi de 2,3%. Em mesmo período do ano anterior, chegou a 2,9%.

Apenas no segundo trimestre, o lucro líquido da instituição foi de R$ 2,002 bilhões.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.