SÃO PAULO - O presidente do Bradesco, Márcio Cypriano, confirmou nesta segunda-feira a intenção do banco de abrir três corretoras na Ásia e no Oriente Médio. As unidades serão instaladas em Tóquio (Japão), Dubai (Emirados Árabes) e Hong Kong (China).

De acordo com o executivo, as corretoras serão focadas na distribuição primária e secundária de ativos de renda fixa e variável, e devem estar funcionando até o final deste ano. Os investimentos programados para a instalação das corretoras é de US$ 50 milhões.

Dando maior ênfase a Dubai, Cypriano informou que as três localidades apresentam grande demanda por investimentos em ativos brasileiros. Não podemos perder essa oportunidade , disse o executivo. Ele não descarta aquisições de corretoras no exterior, mas informou que não há nenhum negócio sendo observado no momento.

Cypriano apresentou hoje os resultados do Bradesco referentes ao segundo trimestre deste ano, quando obteve lucro líquido de R$ 2 bilhões, uma alta de 11,1% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o ganho somou R$ 1,8 bilhão.

Leia mais sobre Bradesco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.