A empresa British Petroleum (BP) aceitou pagar uma indenização de US$ 75 milhões pelo vazamento de óleo no Golfo do México, causado há um mês pela explosão e afundamento de uma plataforma petrolífera operada pela companhia. O secretário do Interior americano, Ken Salazar, deu a notícia após se reunir com os diretores da BP.

A empresa British Petroleum (BP) aceitou pagar uma indenização de US$ 75 milhões pelo vazamento de óleo no Golfo do México, causado há um mês pela explosão e afundamento de uma plataforma petrolífera operada pela companhia. O secretário do Interior americano, Ken Salazar, deu a notícia após se reunir com os diretores da BP. "Pedimos US$ 75 milhões de indenização e eles aceitaram. Pedimos transparência para que divulguem em seu site um vídeo ao vivo sobre o vazamento e eles concordaram." Segundo a Lei de Poluição Petrolífera, promulgada em 1990 após o vazamento causado pela embarcação Exxon Valdez, no Alasca, um ano antes, US$ 75 milhões é o máximo de indenização que pode ser cobrada da BP, mas alguns parlamentares sugeriram que, dada a magnitude da atual tragédia, o montante deveria ser maior. Especula-se que o custo de limpeza passará da casa dos bilhões de dólares. Frustração. O governo dos EUA ameaçou retirar a BP do esforço para estancar o vazamento de petróleo no Golfo do México. Salazar disse estar "bravo e frustrado" pelo fato de a companhia ainda não ter conseguido resolver o problema, mais de um mês após o desastre ambiental ter ocorrido. Ele disse que as ações da companhia serão acompanhadas de perto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.