Após uma abertura em baixa, na esteira dos maus resultados nos mercados pelo mundo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) virou e passou a subir, chegando a atingir alta superior a 1%. Às 14h50, o índice Bovespa (Ibovespa) atingia a sua máxima até aquele horário, em alta de 1,07%, aos 71.

Após uma abertura em baixa, na esteira dos maus resultados nos mercados pelo mundo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) virou e passou a subir, chegando a atingir alta superior a 1%. Às 14h50, o índice Bovespa (Ibovespa) atingia a sua máxima até aquele horário, em alta de 1,07%, aos 71.549 pontos. Na mínima, o índice chegou a ceder 0,47%, aos 70.462 pontos. Até aquele horário, a Bolsa brasileira já havia movimentado R$ 4.075 bilhões.<p><p>Ajudava a explicar a virada da Bovespa os bons resultados das ações da blue chip Vale. Os papéis preferenciais (PNA) subiam 1,20%, enquanto os ordinários (ON) tinham alta de 2,01%. Itaú Unibanco (3,31%), Bradesco (1,59%) também apresentavam bons resultados, enquanto a Petrobras registrava recuo de 0,35% nas ações ON e de 0,05% nas PN.<p><p>No mercado interbancário de câmbio, o dólar comercial, que desde a abertura do pregão era negociado em alta ante o real, também virou e passou a cair. Naquele horário, a moeda norte-americana cedia 0,06%, cotada a R$ 1,775. Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o dólar com liquidação à vista caía 0,23%, a R$ 1,775, após subir durante toda a manhã.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.