SÃO PAULO - O bom desempenho das ações da Petrobras e da Vale sustentam a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) em território positivo. Por volta das 15 horas, o Ibovespa avançava 0,41%, para 54.946 pontos, com giro financeiro em R$ 3,47 bilhões.

Já em Wall Street, os índices seguem perdendo valor. O setor financeiro voltou a assustar depois que grandes bancos anunciaram baixas contábeis bilionárias. Há pouco, o Dow Jones recuava 0,83%, enquanto o Nasdaq perdia 0,20%.

Dentro do Ibovespa, Petrobras PN ganhava 1,68%, para R$ 33,25, e Petrobras ON tinha valorização de 1,73%, para R$ 40,55. A estatal reportou lucro líquido de R$ 8,783 bilhões para o segundo trimestre do ano, crescimento de 29% no comparativo anual. Segundo a Ativa Corretora o resultado foi positivo, com destaque para o forte desempenho operacional. A corretora mantém recomendação de compra para o papel. Bancos estrangeiros, com o UBS e Deutsche, também reiteraram a recomendação de compra para as ações da companhia.

Contribuindo para a alta, Vale PNA subia 0,89%, para R$ 34,92. Entre os bancos, destaque para o Itaú PN, que tinha alta de 0,75%, para R$ 32,18.

Atuando em direção contrária, Usiminas PNA caía 1,99%, para R$ 56,50. CSN ON recuava 2,38%, para R$ 51,67, e Gerdau PN perdia 1,97%, para R$ 28,34.

Depois da acentuada baixa de ontem, a ação PNB da Cesp subia 6,92%, para R$ 27,78. Rossi Residencial ganhava 4,90%, para R$ 12,83, e Embraer ON avançava 4,89%, para R$ 12,64.

Fora do índice, as ações ON da BM & F e Bovespa Holdings caíam mais de 7% cada, para R$ 10,57 e R$ 15,15, respectivamente.

Dólar

No câmbio, a saída de recursos e reversão de posições no mercado futuro continuam pressionando o preço da moeda estrangeira para cima. Há pouco, o dólar valia R$ 1,621 na venda, com alta de 0,30%.

Leia também:

Leia mais sobre Bovespa  - dólar

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.