Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa sobe na sexta-feira e acumula alta de 17% na semana

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registra mais um pregão de alta e fecha a semana acumulando valorização de 17,1%. Com isso, o mês de novembro acaba com leve perda de 1,77%, melhor resultado mensal desde maio.

Valor Online |

No ano, o índice ainda deve mais de 42%.

Depois de bater 37.216 na máxima, o Ibovespa perdeu um pouco de fôlego nos instantes finais de pregão, mas, ainda assim, fechou a sexta-feira com valorização de 1,06%, aos 36.595 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 3,13 bilhões.

Para o sócio da M2 Investimentos, Marco Gazel, a última semana do mês espelha a melhora de humor do mercado não só com as novas medidas anunciadas essa semana, mas com todas as ações tomadas desde o início da crise e que começam a surtir efeito agora. Entre elas, destaque para o resgate ao Citigroup e o corte de juros na China.

Um ponto importante para entender essa melhora de sentimento, segundo o especialista, é o fluxo positivo de recurso estrangeiro em alguns dias da semana. Além disso, Gazel aponta que as compras por aqui estão alinhadas com o mercado norte-americano, onde o índice S & P 500 teve o melhor desempenho semanal desde 1974, subindo 12%.

"Mas não podemos considerar que aconteceu uma virada de jogo, que está tudo resolvido", assinala o especialista, apontando que o mês de dezembro ainda deve ser pautado pela instabilidade.

Na avaliação de Gazel, o movimento das últimas semanas ressalta a falta de fundamentos na formação dos preço das ações, mas já existe uma percepção de que o ajuste de baixa foi, provavelmente, exagerado.

No âmbito corporativo, Petrobras, Vale e BM & FBovespa sustentaram os ganhos do dia. O papel PN da estatal subiu 0,55%, para R$ 20,06, a ação PNA da mineradora ganhou 1,28%, para R$ 24,51, e o ativo ON da bolsa teve valorização de 5,53%, para R$ 5,15.

Destaque de alta para o setor de telecom, que refletiu o anúncio da Oi/Telemar, que conclui a captação dos recursos necessários à compra da Brasil Telecom. A Oi levantou junto ao mercado cerca de R$ 10 bilhões.

Refletindo a notícia, o papel PN da Brasil Telecom Participações ganhou 12,05%, para R$ 18,5093, Brasil Telecom SA PN subiu 9,62%, para R$ 14,80, e Telemar Norte Leste PNA avançou 9,79%, para R$ 58,19.

Forte valorização também para o ativo PN da TAM, que aumentou 10,95%, encerrando aos R$ 15,50. Ganho de 8,17% para Rossi ON, que fechou a R$ 3,44, e alta de 7,90% para JBS ON, que agora vale R$ 5,05.

O setor de telecom também foi destaque na ponta vendedora. A ação ON da TIM perdeu 7,87%, para R$ 6,90, devolvendo o ganho de mais de 20% acumulado nas duas últimas sessões, quando o papel foi impulsionado por notícias de venda para a Telefónica. O ativo PN da operadora caiu 6,34%, para R$ 3,84.

O papel PNB da Aracruz cedeu 5,88%, para R$ 1,92. A empresa que teve perdas de mais de US$ 2 bilhões com derivativos de crédito perdeu três de seus conselheiros. Eles renunciaram ao cargo.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG