Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa sobe mais de 7,8% e retoma os 38 mil pontos

SÃO PAULO - A ajuda às montadoras norte-americanas e o plano de investimento do presidente eleito dos EUA, Barack Obama, puxam um pregão de forte alta na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Por volta das 16h15, o Ibovespa subia 7,85%, para 38.

Valor Online |

123 pontos, patamar de preços não registrado em mais de um mês. O giro financeiro é alto em comparação com outros dias, passando de R$ 3,4 bilhões.

Os investidores replicam o sinal proveniente de Wall Street, onde o Dow Jones ganhava 2,80%, enquanto o Nasdaq se valorizava 3,41%. Depois de uma final de semana de discussões, os congressistas norte-americanos fecharam um acordo para o resgate das montadoras. O plano deve ser colocado em votação amanhã.

Os agentes também reagem de forma positiva ao plano de investimento em infra-estrutura desenhado por Obama. Se concretizado, será o maior projeto do gênero dos últimos 50 anos.

Tal notícia, aliada à possibilidade de novos estímulos ao crescimento da economia chinesa, puxa o preço das commodities para cima e, conseqüentemente, o valor das principais ações negociadas na Bovespa.

O papel PN da Petrobras ganhava 10,57%, para R$ 20,08, Vale PNA subia 8,93%, para R$ 23,43, Gerdau PN aumentava 13,56%, para R$ 15,49 e CSN ON se valorizava 12,22%, para R$ 26,16.

Os bancos também sobem de forma acentuada. Itaú PN tinha valorização de 8,93%, cotado a R$ 29,63. Bradesco PN aumentava 7,26%, a R$ 25,39, e Banco do Brasil ON ganhava 11,11%, negociado a R$ 17,50.

Fora do índice destaque de alta segue com a ação ON da Positivo, que disparava 33,05%, para R$ 6,32, refletindo notícias de que a Lenovo e a Dell estariam interessadas em comprar a fabricante de computadores.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG