Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa sobe 7,47% e fecha em alta pelo terceiro dia seguido

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) teve mais um pregão de forte otimismo e fechou em alta pelo terceiro dia seguido nesta quinta-feira. Já o dólar voltou a cair e fechou a R$ 2,106.

Redação com Valor Online |

 

O Ibovespa fechou em alta de 7,47%, aos 37.448 pontos. Nesta semana, a bolsa paulista acumula ganho de 18,95%. A variação já compensa a perda acumulada na semana passada, de 13,51%, e reduz a baixa no mês até agora para 24,41%. No ano, a perda ainda soma 41,38%.

A razão para continuar no clima de recuperação na reta final de outubro veio de uma queda menor do que o esperado para o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos.

A atração exercida por papéis muito baratos também continuou chamando investidores que buscam reduzir as perdas das últimas semanas. Resta saber se o movimento resistirá amanhã a uma realização de final de mês.

Bruno Lembi, sócio da M2 investimentos, diz que além do resultado do PIB dos EUA, cuja retração em taxa anualizada ajustada sazonalmente foi de 0,3% entre julho e setembro, também contam pontos hoje ainda a redução do juro nos Estados Unidos e na China, ambas anunciadas ontem.

Por aqui, o temor de exposição cambial de bancos e empresas com derivativos também diminuiu após comunicados das instituições financeiras. A atitude dos bancos e os resultados trimestrais antecipados também afastaram um pouco o temor de risco sistêmico no país e devolveram ao mercado algum ânimo para as compras.

Entre os ativos de maior peso na carteira, Petrobras PN subiu 6,77%, para R$ 22,85; Vale PNA ganhou 7,23%, para R$ 25,20; BM & FBovespa ON avançou 15,80%, para R$ 6,08; Bradesco PN se valorizou 12,27%, a R$ 25,88; e Vale ON aumentou 7,13%, para R$ 27,79.

Dólar

A moeda americana continuou caindo nesta quinta-feira, influenciada pela melhora do humor externo, após corte de juro e queda menor do PIB dos EUA. A moeda americana encerrou o dia cotada a R$ 2,106, com queda de 1,68%.

A ação do Banco Central contribuiu para a queda. Dos três leilões de compra e venda de dólar, os chamados leilões de linha, nesta tarde, foram absorvidos pelo mercado US$ 860 milhões em oferta com taxa de R$ 2,127.

Conforme comunicado do BC, das três ofertas feitas simultaneamente, só foram dados lances naquele com vencimento mais distante, com recompra em 2 de fevereiro de 2009, que teve quatro propostas acolhidas.

O aumento do poder de atuação conquistado pelo Banco Central para prover liquidez, após acordo de swap cambial de US$ 30 bilhões com o Federal Reserve, também contribuiu para a depreciação da divisa .

Antes dessa operação, a autoridade monetária já havia realizado o leilão de swap cambial, com colocação de US$ 979,3 milhões em pouco menos de 20 mil contratos.

Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: bovespadolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG