Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa sobe 3% com expectativa de ajuda a bancos nos EUA

Por Aluísio Alves SÃO PAULO (Reuters) - A esperança de socorro adicional do governo dos Estados Unidos para o Bank of America fez a Bovespa fechar o dia na parte de cima da montanha-russa que marcou toda a sessão.

Reuters |

Depois de oscilar 2,4 mil pontos entre as pontas de alta e de baixa, o Ibovespa terminou o dia valorizado em 3,06 por cento, aos 38.142 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 4,02 bilhões de reais.

Com investidores à espreita de um pretexto para voltar a comprar ações na bolsa paulista, uma dia depois de o índice ter despencado quase 4 por cento, a simples virada dos índices de Wall Street para cima, em meio expectativa de ajuda estatal para o Bank of America caiu como uma luva.

Foi o bastante para uma disparada de ordens de compra, especialmente para as blue chips, alvo da disputa entre comprados e vendidos pelos contratos de opções, que tem exercício na próxima segunda-feira.

Assim, mesmo diante de uma queda de mais de 5 por cento na cotação do barril do petróleo, Petrobras avançou 3,4 por cento, para 24,10 reais. Da mesma forma, Vale avançou 2,7 por cento, num dia de fraco desempenho nos preços dos metais.

Para profissionais do mercado, entretanto, mesmo a ajuda ao Bank of America, alvo mais recente da desconfiança sobre sua solidez financeira, pode ter sido superavaliada, já que o dia foi mais uma vez cheio de notícias sombrias.

"O dia foi horrível em se falando de indicadores econômicos e de dados de empresas", disse Roberto Além, economista da M2 Investimentos.

No plano corporativo, a mineradora Rio Tinto reduziu a produção de minério de ferro em 18 por cento no quarto trimestre de 2008, mesmo período em que o Carrefou desacelerou o crescimento das vendas. Também nesta quinta-feira, a Delta Air Lines, maior companhia aérea do mundo, anunciou que reduzir em até 8 por cento o número de empregados este ano.

Na economia, o Banco Central Europeu (BCE) cortou a taxa básica de juro em 0,50 ponto, para 2 por cento, para fazer frente à contração econômica, ao mesmo tempo em que a Opep projetava uma demanda ainda menor de petróleo este ano. Nos EUA, a novidade foi o aumento nos pedidos de auxílio-desemprego e a queda no índice de preços no atacado pelo quinto mês.

Nada disso foi suficiente para demover o fluxo de recursos para a bolsa paulista, que já recebeu uma entrada líquida de capital estrangeiro de 600 milhões de reais nos primeiros doze dias de janeiro.

Desta vez, além das blue chips, ações de empresas ligadas ao mercado doméstico, como varejistas, teles, elétricas, bancos e companhias aéreas também foram alvos de compras. Em destaque, Gol disparou de 9,9 por cento, a 11,01 reais.

Na ponta de baixo, apareceu Votorantim Celulose e Papel, recuando 2,47 por cento, cotada a 16,96 reais, depois de a recomendação para os papéis ter sido reduzida de "neutra" para "vender" pelo UBS Pactual.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG