SÃO PAULO - A terça-feira tem contorno positivo na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), com os investidores voltando às compras depois da queda acentuada de ontem. Por volta das 13 horas, o Ibovespa ganhava 1,28%, para 35.

186 pontos, com giro financeiro em R$ 780 milhões.

Segundo o economista da Corretora Gradual, Pedro Paulo Silveira, as compras seguem firmes depois do ajuste de ontem, mas o baixo volume negociado deixa o mercado refém de poucas ações.

A bolsa brasileira segue o sinal proveniente de Wall Street, que também passa por recuperação. Apesar da instabilidade, o Dow Jones segue oscilando em território positivo, com valorização de 0,67%. Ontem o indicador caiu 7,7% marcando o quarto pior resultado diário da história. A bolsa eletrônica Nasdaq subia 0,90%.

De volta à Bovespa, Silveira acredita que dezembro, assim como os meses anteriores, será pautado por acentuada instabilidade. De acordo com o economista, algumas das principais variáveis econômicas estão muito indefinidas, o que impossibilita a formulação de cenários.

No âmbito interno, Silveira acredita que o Banco Central pode adotar uma política monetária mais flexível em 2009, mas corte de juros não é esperado até o segundo trimestre do ano que vem.

O que favorece tal expectativa, segundo o economista, é o limitado efeito da desvalorização cambial sobre a inflação e a desaceleração acentuada da economia. Sinal disso foi a produção industrial de outubro, que caiu 1,7%, em outubro.

No âmbito corporativo, Petrobras PN garantia os ganhos da sessão avançando 1,68%, para R$ 18,71, e Vale PNA subia 0,52%, para R$ 23,01.

Os bancos também apresentam variação positiva. Itaú PN ganhava 0,15%, para R$ 25,82, Banco do Brasil ON subia 0,27%, a R$ 14,34, e Banco Nossa Caixa ON se valorizava 0,55%, para R$ 63,75.

Destaque de alta para o ativo PN da TAM, que subia 9,87%, para R$ 17,10. Bom desempenho também para a ação PN da Net, que saía a R$ 13,70, com valorização de 5,38%. CCR Rodovias ON, Copel PN e JBS ON ganhavam mais de 3% cada.

Na ponta vendedora, Gafisa ON caía 3,22%, negociada a R$ 7,79, e B2W Varejo ON perdia 2,15%, para R$ 23,17. Perda de 1,90% para Natura ON, que valia R$ 21,09.

No câmbio, o dólar voltou a ganhar valor de forma acentuada ante o real. A moeda ensaiou movimento de baixa caindo abaixo dos R$ 2,30 na mínima da manhã, mas as compras acabaram prevalecendo. Segundo analistas, a formação da taxa reflete a saída de moeda estrangeira do país. Há pouco, a divisa valia R$ 2,411 na venda, alta de 3,92%.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.