Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa segue em alta; Dólar sobe 0,28%, para R$ 2,482

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue operando em território positivo, com destaque para as ações do setor financeiro. Por volta das 14h50, o Ibovespa subia 0,98%, para 35.

Valor Online |

642 pontos, com giro financeiro em R$ 1,31 bilhão.

Em Wall Street, o pregão é muita instabilidade, com os investidores lidando com indicadores negativos enquanto acompanham o novo pedido de ajuda das montadoras aos congressistas. Há pouco, o Dow Jones caía 0,74%, enquanto o Nasdaq recuava 0,38%.

A formação da taxa de câmbio segue bastante instável, mas o dólar ruma para o sexto pregão consecutivo valorização, beirando os R$ 2,50. A saída de recursos do país e as operações no mercado futuro influem na cotação. Há pouco, a moeda ganhava 0,28%, negociada a R$ 2,482 na venda.

Dentro do Ibovespa, o destaque fica com os bancos. Itaú PN subia 2,62%, para R$ 27,40, e as units do Unibanco ganhavam 3,26%, a R$ 15,17. Ainda no setor, Banco do Brasil ON aumentava 2,23%, negociado a R$ 14,62.

O papel PN da Sadia operava com forte alta. A empresa deve se beneficiar da autorização que o Brasil recebeu para exportar carne de frango para a China. Há pouco, o ativo se valorizava 7,93%, para R$ 3,40.

O setor de papel e celulose também apresenta acentuada movimentação. A ação PNA da Aracruz ganhava 4,46%, para R$ 1,87. A Votorantim deve apresentar nova proposta para compra de participação que ainda não detém na companhia. O papel PN VCP subia 4,67%, para R$ 13,20.

Bom desempenho também para Brasil Telecom PN, com ganho de 7,81%, a R$ 15,45. Gafisa ON tinha alta de 5,19%, negociada a R$ 8,10, e Eletropaulo PNB ganhava 4,21%, para R$ 26,21.

Na ponta vendedora, Petrobras PN perdia 0,05%, para R$ 19,30, e Vale PNA recuava 0,57%, para R$ 22,33. A mineradora anunciou redução na sua produção de níquel, com paralisação de minas no Canadá.

Queda acentuada para América Latina Logística unit, que se desvalorizava 5,66%, negociada a R$ 9,99, e para B2W Varejo, com perda de 3,75%, para R$ 20,50.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG