Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa segue em alta, avançando 1,49%; dólar perde 0,59%, a R$ 2,358

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue operando em território positivo, apoiada no bom desempenho das ações relacionadas às matérias-primas. Por volta das 14h50, o Ibovespa apontava alta de 1,49%, aos 37.

Valor Online |

827 pontos, com giro financeiro em R$ 1,94 bilhão
Em Wall Street, os índices oscilam em território positivo, com Dow Jones ganhando 0,94%, enquanto o Nasdaq subia 1,35%. Os investidores acompanham as declarações de Timothy Geithner, indicado para o Tesouro dos Estados Unidos.

Em depoimento ao Senado, Geithner afirmou que o plano econômico de Obama é "abrangente" e deve ser apresentado nas próximas semanas, contemplando o lado real e o setor financeiro.

Ele também deu explicação por não pagar seus impostos enquanto foi funcionário do Fundo Monetário Internacional (FMI). Geithner disse que foi um descuido e que ele assume a responsabilidade por esse erro.

De volta ao mercado interno, o dólar continua operando em baixa ante o real, mas as vendas são menos acentuadas se comparadas ao período da manhã. Há pouco, a moeda valia R$ 2,358 na venda, queda de 0,59%.

O Banco Central já fez leilão no mercado à vista e anunciou que rolou 74% do lote de 50 mil contratos de swap com vencimento em fevereiro. Tal operação movimentou US$ 1,84 bilhão.

Dentro do Ibovespa, o fluxo de compra continua concentrado nas ações PN da Petrobras, que avançavam 2,34%, para R$ 23,60, e Vale PNA, com valorização 1,93%, para R$ 25,79.

Com o terceiro maior volume CSN ON tinha alta de 2,50%, para R$ 34,31, enquanto a companheira de setor Gerdau PN caía 3,50%, para R$ 15,44.

Entre os bancos, Bradesco PN subia 3,33%, a R$ 20,78. Itaú PN aumentava 1,36%, a R$ 22,95, e as units do Unibanco ganhavam 1,48%, para R$ 12,98.

Ainda na ponta compradora, destaque para as operadoras de telefonia celular. TIM Part PN subia 6,44%, para R$ 3,14, e Vivo PN tinha alta de 3,98%, a R$ 33,70. Brasil Telecom SA PN, Braskem PN e Rossi ON avançavam mais de 3% cada.

As ações PNB da Aracruz seguem perdendo valor. Há pouco o ativo registrava queda de 11,06%, para R$ 2,09, ainda reflexo da compra de 28,03% das ações ON que estão com as famílias Lorentzen, Moreira Salles e Almeida Braga pela VCP. Se ajustando ao valor da oferta, o papel ON, que dobrou de preço ontem, ganhava 8,15%, para R$ 12,60. Já o ativo PN da VCP perdia 10,08%, para R$ 14,00.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG