Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa se recupera e fecha em alta de 2,06%

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reverteu os resultados negativos dos últimos cinco pregões e fechou esta terça-feira em alta de 2,06%, aos 58.042 pontos.

Redação com Reuters |

 

O resultado positivo foi ajudado pela alta nas ações de empresas de mineração e siderurgia e acompanhou o bom desempenho dos mercados de Nova York.

A queda do petróleo, fator que ajudou a empurrar os índices de Wall Street para cima, também contribuiu para a boa performance do setor aéreo doméstico, sob a batuta dos papéis preferenciais da Gol, que subiram 5,59%.

Dólar

O dólar fechou em baixa nesta terça-feira, após passar o dia com poucas oscilações em meio ao otimismo das bolsas internacionais e à valorização da moeda norte-americana no exterior. O dólar caiu 0,32% e fechou cotado a R$ 1,570 .

A queda do dólar só foi definida nos últimos dez minutos de negócios. Segundo Jorge Knauer, gerente de câmbio do Banco Prosper, no Rio de Janeiro, o equilíbrio da moeda durante o dia foi marcado pela atuação de forças opostas no mercado.

De um lado, o otimismo com a alta das bolsas de valores no Brasil e em Nova York. De outro, o avanço do dólar perante o euro e o iene após o aumento da confiança dos consumidores nos Estados Unidos e a queda de mais de US$ 2 do petróleo.

"Essas forças são antagônicas em matéria de direção para o câmbio. Foi esse equilíbrio de forças que agiu no mercado", disse o gerente.

O dólar só ganhou fôlego para recuar após o leilão de compra de dólares do Banco Central, no final do pregão. Foram aceitas duas das propostas divulgadas, segundo um operador, com taxa de corte de R$ 1,5717.

Leia também:

 

Leia mais sobre  Bovespa  - dólar

Leia tudo sobre: bovespadolardólar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG