Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa recua 2% e dólar tem alta de 2,28%, cotado a R$ 2,594

SÃO PAULO - As vendas seguem fortes na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que acompanha o mau humor de outros mercados depois da divulgados dos dados de emprego nos Estados Unidos. Por volta das 14h10, o Ibovespa cedia 2,01%, aos 34.

Valor Online |

401 pontos. O giro estava em R$ 1,21 bilhão.

Superando as previsões, a economia norte-americana perdeu 533 mil postos de trabalho no mês passado, maior queda mensal desde 1974. Além disso, os dados de setembro e outubro foram revisados para cima, com redução de 403 mil e 320 mil postos de trabalho, respectivamente.

Contribuindo para o sentimento negativo, a Mortgage Bankers Association (MBA) apontou que os atrasos em pagamentos de hipotecas atingiram o patamar recorde 6,99% da carteira de hipotecas do terceiro trimestre. As execuções já chegam beiram os 3% do total de empréstimos hipotecários.

Há pouco, o índice Dow Jones recuava 2,13% e a bolsa eletrônica Nasdaq diminuía 1,73%. Desvalorizações também na Europa, onde a Bolsa de Londres registrava baixa de 3,51%. Em Frankfurt, o indicador DAX caía 4,61%.

No câmbio, o Banco Central (BC) já efetuou dois leilões no mercado à vista, mas não conseguiu conter a trajetória de valorização do dólar, que testa nova máxima aos R$ 2,599. Há pouco, a moeda era negociada a R$ 2,594 na venda, elevação de 2,28%.

Alinhada ao preço do petróleo, Petrobras PN recuava 5,26%, a R$ 17,62. Queda de 3,87% para Vale PNA, que era negociado a R$ 21,11.

As siderúrgicas também caem de forma acentuada. Usiminas PNA desvalorizava 5,17%, a R$ 24,13, Gerdau PN recuava 5,64%, a R$ 12,88 e CSN ON declinava 3,54%, para R$ 23,15.

Destoando, Vivo PN subia 5,15%, a R$ 31,42. Lojas Americanas PN ganhava 3,47%, a R$ 5,95, e Sadia PN aumentava 2,76%, para R$ 3,34.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG