SÃO PAULO - Apesar do desempenho positivo dos papéis do setor de siderurgia e mineração, com destaque para as ações da Vale, a reversão do mercado americano e a baixa dos papéis da Petrobras contribuíam para o enfraquecimento da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) no início desta tarde. Com mínima de 68.913 pontos e máxima de 69.

612 pontos, o Ibovespa operava, há pouco, próximo da estabilidade, com queda de 0,07%, aos 68.990 pontos, e movimentava R$ 2,748 bilhões.

Em Wall Street, o índice Dow Jones subia, há instantes, 0,22%, enquanto o Nasdaq tinha leve desvalorização, de 0,02% e o S & P 500 perdia apenas 0,01%.

As "blue chips" operavam em direções contrárias. Os papéis PN da Petrobras, que giravam R$ 353,3 milhões, caíam 1,21%, a R$ 35,80, enquanto as ações PNA da Vale subiam 2,49%, a R$ 48,50, com giro de R$ 711,7 milhões.

Matéria publicada na edição de hoje do Valor mostrou que a Vale enviou, este mês, documento aos seus clientes do mundo inteiro comunicando a adoção de um novo sistema de preços, o IODEX (IronOre Index) em alternativa ao " benchmark " , acompanhado de uma nova tabela de preços do minério de ferro a vigorar no segundo trimestre do ano.

O preço do minério do tipo minério fino (sinter feed) de Carajás, de maior teor de ferro, sobe para US$ 122,20 a tonelada FOB (entregue em portos da Vale), correspondendo a um aumento de 114,38% acima do preço de referência de US$ 57 vigente no ano passado.

O novo preço vai valer para o período de abril a junho. O IODEX passa a vigorar a partir de 1º de abril, quando tem início o ano fiscal dos países asiáticos.

"A principal notícia no Brasil é a da Vale. O mercado aceitou bem a notícia. O reajuste veio até melhor que o esperado, trazendo ânimo para os investidores", comentou o operador da corretora SLW, Marcelo Moura.

O bom humor dos agentes se refletia em outros papéis, como os ON da mineradora MMX, com elevação de 3,35%, a R$ 13,56, e os ON da CSN, avanço de 3%, a R$ 68,11.

Fora do índice, depois de terem estreado com queda de 12,5%, para R$ 700, os papéis da OffShore Services X (OSX), futuro estaleiro a ser instalado em Santa Catarina pelo grupo EBX na bolsa brasileira, voltavam a recuar, 1%, a R$ 693.

(Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.