Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa oscila próximo da estabilidade; dólar sobe para R$ 2,355

SÃO PAULO - O pregão continua bastante instável na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que volta a ensaiar recuperação. Perto das 14h30, o Ibovespa subia 0,08%, para 39.

Valor Online |

877 pontos, com giro financeiro em R$ 1,85 bilhão.

Em Wall Street, os índices apontam para cima. Há pouco, o Dow Jones avançava de 0,64% e o Nasdaq ganhava 0,76%. Desempenho positivo também para o S & P 500, que subia 0,60%, para 793 pontos.

O pregão é bastante instável, com os agentes assimilando uma rodada de indicadores negativos e o plano de ajuda aos mutuários de hipotecas. O projeto do governo prevê US$ 75 bilhões para refinanciar e modificar os empréstimos buscando reduzir a inadimplência e as execuções.

Em outra ação que também beneficia o setor, o Tesouro dos EUA anunciou que vai elevar de US$ 200 bilhões para US$ 400 bilhões o volume máximo de recursos que poderá alocar nas agências de refinanciamento de hipotecas Fannie Mae e Freddie Mac.

No lado econômico, a construção de novas moradias nos EUA caiu 16,8% em janeiro, novo recorde de baixa. Os preços de importação recuaram 1,1% no mês passado, refletindo o menor preço do petróleo. A produção industrial americana diminuiu 1,8% na abertura do ano, puxada pelo setor automobilístico.

O dia ainda reserva discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, e a ata da reunião do colegiado do Fed realizada em 28 de janeiro.

No front interno, segue o vencimento do Ibovespa futuro, o que ajuda a trazer mais instabilidade ao pregão.

No câmbio, a melhora de humor no mercado externo não resultou em redução da demanda por moeda estrangeira. O dólar continua avançando contra o real e, há pouco, valia R$ 2,355 na venda, elevação de 1,15%.

Na Bovespa, Petrobras PN apontava queda de 0,22%, para R$ 26,34, enquanto Vale PNA aumentava 1,68%, para R$ 29,55.

Com volume elevado, BM & FBovespa ON perdia 3,68%, a R$ 6,27, e CSN ON recuava 2,84%, a R$ 34,84. Entre os bancos, Itaú PN cedia 0,62%, a R$ 23,75, mas Bradesco PN tinha aumento de 0,18%, a R$ 21,57.

O destaque de alta está com o papel PNB da Cesp, que subia 4,56%, para R$ 14,19. Ganho também para TIM Part ON, de 3,66%, a R$ 6,79. Seguindo o papel da Vale, Bradespar PN tinha acréscimo de 2,82%, a R$ 24,42.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG