O índice Bovespa (Ibovespa), principal referência da negociação de ações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), não mostra uma trajetória definida no pregão desta manhã, alternando ganhos e perdas. Às 11h33, o Ibovespa operava em baixa de 0,12% a 42.

049 pontos, com volume financeiro de R$ 1,42 bilhão. Na pior momento do dia até este horário, o Ibovespa registrou queda de 2,06% aos 41.233 pontos. No melhor momento, os ganhos avançaram até 2,53% aos 43.167 pontos.

As ações mais negociadas são as preferenciais (PN) da Petrobras, que desvalorizavam 1,50% a R$ 29,55. Vale PNA, o segundo papel mais negociado, subia 0,59% a R$ 27,15.

Em Wall Street, o índice Dow Jones registrava alta de 0,21%, o Nasdaq avançava 0,09% e o S&P 500 ganhava 0,20%.

No mercado interbancário de câmbio, o dólar comercial era negociado em baixa de 0,68% a R$ 2,185. O Banco Central interveio no mercado de câmbio nesta manhã, com leilão de contratos de swap cambial tradicional. Foram vendidos 27,4 mil contratos da oferta inicial de 46.050 contratos, no leilão realizado das 10h30 às 11 horas. A venda tem valor equivalente a US$ 1,37 bilhão. Nesse tipo de leilão, a autoridade monetária assume posição vendedora em câmbio e compradora em juros.

Ontem o dólar comercial havia fechado a R$ 2,20, em alta de 7,63%, a maior variação porcentual num único dia desde 15 de janeiro de 1999.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.