Obama fez um discurso voltado para o orgulho do norte-americano atingido pela crise e apelou para que todos chacoalhem poeira e sigam em frente." /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa opera em queda; dólar sobe

SÃO PAULO - As bolsas de valores no Brasil e em Wall Street seguem operando em território negativo após o discurso do novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Em evento para milhões de pessoas, http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/01/20/desafios+sao+grandes+mas+serao+vencidos+diz+obama+em+discurso+de+posse+3487943.htmlObama fez um discurso voltado para o orgulho do norte-americano atingido pela crise e apelou para que todos chacoalhem poeira e sigam em frente.

Redação com Valor Online |

 

Os comentários sobre a economia permearam o discurso, mas nada específico foi apresentado.

Por volta das 15h30, horas, o Ibovespa registrava perda 1,97%, aos 38.064 pontos, com giro financeiro em R$ 1,72 bilhão. Já em Nova York, Dow Jones e Nasdaq caíam 2,49%, e 3,53%, respectivamente.

Segundo o economista da Infra Asset Management, Fausto Gouveia, a Bovespa tentou se descolar da instabilidade externa apoiada nas commodities, em especial o petróleo, que reverteu uma perda de 8% e passou ao ganhar valor no mercado externo.

Segundo Gouveia, o dia é atípico em função da euforia que envolve a posse de Obama. Mas observando friamente, a economia segue com os mesmo problemas e o desemprego cresce no mundo tudo.

"Estou meio cético com essa euforia com a posse de Obama. Tem que conter essa euforia e fazer uma análise ampla para entrar na bolsa", avalia Gouveia.

Para o economista-chefe da Corretora Liquidez, Marcelo Voss, Obama tem que passar pelo teste dos 100 dias, período histórico de "lua de mel" com o mercado no qual o presidente tem que começar a apresentar resultados.

Segundo, Voss, no caso de Obama, isso representa a reversão das expectativas negativas, com o surgimento de algum sinal parada na deterioração do ambiente econômico. "Caso contrário o mercado pode passar por um estresse fortíssimo."

Dólar

No câmbio, o dólar segue avançando ante o real, com a piora de humor acentuando a procura por moeda estrangeira. Por volta das 15h25, o dólar era negociado a R$ 2,358, alta de 1,07%.

Leia mais sobre Bovespa - dólar

Leia tudo sobre: bovespadolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG