Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa opera com alta de 2,5%; dólar sobe e volta a valer R$ 2,50

SÃO PAULO - A quarta-feira começa de maneira bastante positiva para a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Além do sinal externo, o aumento no preço das commodities também estimula as compras.

Valor Online |

Com cerca de meia hora de pregão, o Ibovespa ganhava 2,51%, para 38.921 pontos, com giro financeiro em R$ 222 milhões.

Em Wall Street, os negócios ainda não começaram, mas os índices futuros sugerem pregão de alta, com os investidores recobrando o otimismo no plano de US$ 15 bilhões para salvar as montadoras. Os democratas e a Casa Branca já chegaram a um acordo preliminar para liberar os empréstimos para o setor.

A formação da taxa de câmbio é instável, com o dólar oscilando constantemente entre alta e baixa ante o real. Há pouco, a divisa valia R$ 2,501 na venda, elevação de 1,21%. As opiniões sobre esse comportamento se dividem entre a saída de recursos do país e o movimento especulativo que é feito pelos detentores de posições compradas (apostas contra o real) no mercado futuro.

Dentro do Ibovespa, a ação PN da Petrobras acompanhava o preço do petróleo e avançava 3,63%, negociada a R$ 20,84. Vale PNA subia 2,95%, a R$ 24,42.

Destaque para as siderúrgicas, que ganhavam valor pelo terceiro pregão consecutivo. Gerdau PN aumentava 2,38%, a R$ 16,32, e Usiminas PNA tinha acréscimo de 4,77%, para R$ 27,45.

Os bancos também registram alta. Bradesco PN aumentava 2,37%, saindo a R$ 25,90. Banco do Brasil ON subia 2,12%, a R$ 17,31, com o terceiro maior volume do dia. Itaú PN era negociado a R$ 30,22, valorização de 1,92%.

Nos extremos, ALL units recuperavam a perda acentuada de ontem ao subir 5,04%, a R$ 11,04. Na ponta contrária, Celesp PNB recuava 0,58%, negociado a R$ 35,79, único dos 66 papéis do Ibovespa a registrar queda.

Fora do índice, segue a dispara nas ações ON da Positivo - o papel subia 26,11%, a R$ 11,35. A expectativa de venda da companhia já puxou uma alta de 90% no preço da ação entre segunda e terça-feira.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG