Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa movimenta R$ 75,5 bi em janeiro; pessoa física participa mais

SÃO PAULO - Os mercados de ações e de títulos de renda fixa da BM & FBovespa movimentaram R$ 75,5 bilhões durante o primeiro mês de 2009. Tal montante representa uma queda de 1,8% sobre o giro total de dezembro.

Valor Online |

Já o número de negócios subiu de 5,1 milhões para 5,6 milhões.

Na Bovespa, o volume financeiro médio diário foi de R$ 3,8 bilhões, com 255.569 transações. As ações que registraram maior giro financeiro foram Petrobras PN, com R$ 11,91 bilhões; Vale PNA, com R$ 10,14 bilhões; Bradesco PN, com R$ 2,71 bilhões; Itaú Banco PN, com R$2,7 bilhões, e Vale ON, com R$ 2,69 bilhões.

Na avaliação da participação dos investidores, chama atenção o crescimento das pessoas físicas, que ampliaram sua participação de 29,5% em dezembro de 2008 para 33,46% do volume negociado durante o mês de janeiro deste calendário.

Os investidores estrangeiros reduziram um pouco sua atuação, mas continuam liderando a movimentação na bolsa brasileira. Os não residentes tiveram 34,10% de participação no volume total ante 36,15% em dezembro de 2008. As instituições financeiras responderam por 6,33%, ante 6,15%; as empresas ficaram com 2,18% em relação a 4,20%; e o grupo Outros, com 0,09% após 0,17%.

O valor de mercado das 392 empresas com ações negociadas em bolsa cresceu 3,65% entre dezembro e janeiro, somando R$ 1,42 trilhão. As 160 empresas que integram os Níveis Diferenciados de Governança Corporativa responderam por 59,06% desse montante. Essas mesmas empresas também foram responsáveis por 67,77% do volume financeiro e 76,13% da quantidade de negócios com ações.

O mercado à vista (lote-padrão) respondeu por 92,8% do volume financeiro total em janeiro, sucedido pelo mercado de opções, com 5,3%, e pelo mercado a termo, com 1,9%. O After Market movimentou R$ 730,8 milhões com a realização de 69.148 negócios, pequena redução no confronto com os R$ 739,5 milhões e 67.495 transações no mês anterior.

O Ibovespa encerrou janeiro de 2009 com alta de 4,6%, aos 39.300 pontos. Das ações que compõem a carteira, as principais altas foram Tim Part ON, com ganho de 37,47%; Bradespar PN, com aumento de 22,05%; CSN ON, com valorização de 21,31%; Rossi ON, com acréscimo de 18,78%, e Vivo PN, que subiu 18,70%.

Em sentido inverso, as baixas mais significativas no período ficaram com VCP PN, com queda de 24,09%; Aracruz PNB, que cedeu 20,08%; Telemar PNA, com recuo de 18,29%; Cesp PNB, com decréscimo de 17,16%; e Brasil Telec PN, que caiu 12%.

Além do Ibovespa, encerram o mês de janeiro em alta o IMOB (elevação de 7,4% a 330 pontos), IBrX-50 (ganho de 4,3% a 5.784 pontos), MidLarge Cap (valorização de 3,7% a 587 pontos), IBrX-100 (avanço de 3,5% a 12.979 pontos), INDX (acréscimo de 1,8% a 5.403 pontos) e IGC (aumento de 1,3% a 3.746 pontos).

Na ponta contrária, ISE perdeu 5,6% a 1.118 pontos; ITAG caiu 2,3% a 4.655 pontos; ITEL declinou 1,1% a 1.011 pontos; IVBX-2 recuou 0,9% a 3.412 pontos; IEE cedeu 0,7% a 15.180 pontos e ICON recuou 0,2% a 696 pontos. O índice Small Cap fechou o período estável aos 493 pontos.

No segmento de renda fixa, o volume financeiro do mercado secundário cresceu mais de 67% e totalizou R$ 45,12 milhões no mês passado, considerando os negócios no BovespaFix e SomaFix. Deste total, R$ 32,33 milhões referem-se aos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), R$ 6,87 milhões a debêntures e R$ 5,92 milhões a Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG