Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa mantém alta dos últimos dias; dólar cai

SÃO PAULO - Os investidores amanhecem nesta quinta-feira com novas informações para repercutir no mercado doméstico e dados da economia americana para avaliar. A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) viu com bons olhos as últimas decisões de política monetária e registrava alta.

Redação com Valor Online |

 

Por volta de 14h55, a Bovespa subia 5,23%, aos 36.667 pontos, estimulada ainda pelas altas de Wall Street. Em Nova York, a retração do PIB menor do que a esperada e a estabilidade no número de pedidos de seguro-desemprego impulsionou os índices Dow Jones, que subia 1,15%, e Nasdaq, valorização de 1,21%.

Câmbio

O dólar era negociado, por volta das 14h55, em queda de 1,07%, cotado a R$ 2,119.

Os mercados de dólar e juros devem se ajustar levando em conta a manutenção da Selic e o acordo do BC com o Fed, anunciado ontem após o fechamento desses mercados, que prevê uma linha de swap cambial de dólares por reais no montante de US$ 30 bilhões, que estará disponível até 30 de abril de 2009.

Com esses recursos, eleva-se o potencial de ação do BC brasileiro por meio de leilões de swap no mercado local sem que ele fique exposto a risco cambial. Hoje houve um leilão de 30 mil contratos de swap cambial das 12h45 às 13h.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) referente ao mês de outubro. O mercado fica atento ao comportamento dos preços no mês em que o dólar acumula apreciação de mais de 12%.

Juros

As decisões do BC brasileiro e dos EUA atenderam às expectativas de boa parte do mercado. Ontem, o Banco Central (BC) manteve o juro básico brasileiro inalterado em 13,75%, depois que o Federal Reserve (Fed) cortou a taxa de juro americana em 0,50 ponto percentual, para 1% ao ano.

Cenário externo

Mas é no quadro internacional que todas as atenções continuarão voltadas hoje. O governo americano divulgou pela manhã a primeira prévia do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre, em termos anualizados.

Ainda nos Estados Unidos os agentes monitoram o indicador de preço de itens de consumo pessoal (o PCE, na sigla em inglês) referente ao terceiro trimestre deste ano e os dados semanais de pedidos de seguro-desemprego.


Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: bovespadolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG