SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registra o quarto dia consecutivo de alta, apontando para um ganho semanal de 6,7%. Por volta das 10h35, o Ibovespa apontava valorização de 1,12%, aos 39.

588 pontos, com giro financeiro em R$ 304 milhões.

Em Wall Street, o dia começa sem direção definida. O Dow Jones aponta alta de 0,24%, enquanto o Nasdaq perdia 0,31%. O S & P 500 subia 0,20%.

Na agenda, o Departamento de Comércio dos EUA anunciou queda do déficit comercial de janeiro. O governo mostrou também retração de 0,2% nos preços de importação para o mês de fevereiro, mas os americanos já pagaram 3,9% a mais pelo petróleo comprado no exterior, primeiro aumento de preço em sete meses. Ainda hoje sai a preliminar do índice e confiança em março.

No câmbio, o dólar muda de direção e ensaia alta contra o real depois de cair a R$ 2,278. Há pouco, a moeda valia R$ 2,302 na venda, leve aumento de 0,04%.

Dentro do Ibovespa, os carros-chefe puxam os ganhos. Vale PNA acompanhava os pares externos e tinha elevação de 1,10%, para R$ 27,40. E Petrobras PN aumentava 0,90%, para R$ 27,80.

Entre os bancos, Bradesco PN valorizava 0,91%, a R$ 22,06, enquanto Itaú PN subia 0,88%, saindo a R$ 24,06. As siderúrgicas também registram alta. Gerdau PN ganhava 1,65%, para R$ 12,25, e CSN ON tinha acréscimo de 0,51%, a R$ 33,47.

Na ponta vendedora, TIM Part PN caía 1,25%, negociado a R$ 3,16, e Telemar Norte Leste PNA recuava 1,18%, a R$ 49,00. Fora do índice, Dasa ON declinava 1,82%, a R$ 23,63. A companhia fechou 2008 com prejuízo de R$ 13 milhões, contrastando com lucro de R$ 56,6 milhões observado em 2007.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.