Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa firma alta e testa 43 mil pontos; Petrobras e Vale destacam-se

SÃO PAULO - Depois de um começo de pregão instável, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) firma posição em território positivo e testa a marca de 43 mil pontos. Depois de oscilar entre perdas e ganhos, por volta das 13 horas, o Ibovespa aumentava 0,81%, para 43.

Valor Online |

102 pontos, com giro financeiro em R$ 1,13 bilhão.

O diretor da Indusval Corretora, José Costa Gonçalves, destaca que as compras seguem concentradas nas ações da Petrobras e Vale, enquanto a segunda linha " patina " um pouco. " Uma realização de lucro seria natural, mas o fato é que as commodities estão melhores " , observa.

Ainda apoiada na percepção de maior demanda na China, o papel PNA da Vale ampliava os ganhos da semana passada, subindo 1,26%, a R$ 32,89. O ativo ON ganhava 1,98%, a R$ 39,52.

Bom desempenho também para o ativo PN da Petrobras, que tinha alta de 2,58%, para R$ 27,80. Entre as siderúrgicas, CSN ON avançava 3,05%, valendo R$ 41,43, e Gerdau PN tinha elevação de 1,44%, a R$ 17,58.

Na avaliação de Costa, o noticiário externo limita o espaço para alta ainda maiores na Bovespa. " Mas o dinheiro está no mercado; então, temos que respeitar. O mercado mudou de patamar, ganhou uma cara nova " , nota.

De acordo com dados da própria Bovespa, o saldo de negociação do investidor estrangeiro estava positivo em R$ 627 milhões no acumulado do mês até o dia 4 de fevereiro. Vale lembrar que, em janeiro, o saldo fechou negativo em R$ 646 milhões.

Costa ainda lembra que existe grande expectativa com o plano de resgate os bancos e com a votação do projeto de estímulo pelos senadores americanos. Os dois eventos, originalmente programados para hoje, foram postergados para amanhã.

Esse atraso estimula as vendas em Wall Street, onde os investidores têm menos motivos para continuar comprando ações depois das valorizações da semana passada. Há pouco, Dow Jones caía 0,35%, enquanto o Nasdaq recuava 0,39%.

De volta à Bovespa, os bancos registravam forte instabilidade. Bradesco PN ganhava 0,22%, para R$ 22,68, enquanto Itaú PN perdia 1,10%, a R$ 25,86. E Banco do Brasil ON perdia 0,41%, saindo a R$ 14,52.

Depois da disparada de preço na sexta-feira, as ações da Telemar declinavam. A partir de hoje, os papéis da companhia operam sem o direto ao recebimento do dividendo extraordinário de R$ 1,2 bilhão. O papel ON caía 3,14%, para R$ 33,86, e o PN recuava 1,19%, a R$ 26,55.

No mercado de câmbio, o dólar ignorava a instabilidade externa e continuava perdendo valor ante o real. Segundo alguns analistas, a queda no preço é reflexo da redução das apostas contra o real no mercado futuro. Há pouco, o dólar valia R$ 2,236 na venda, redução de 0,79%.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG