SÃO PAULO - Com a ação da Petrobras passando a seguir o caminho dos ativos da Vale e dos bancos, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) firma posição em território positivo e ruma para encerramento de pregão em alta. Por volta das 17h20, o Ibovespa ganhava 1,41%, para 38.

429 pontos, com giro financeiro em R$ 2,81 bilhões.

Dentro do Ibovespa, o papel PN da Petrobras mostrava alta de 1,22%, para R$ 23,93. O preço do petróleo disparou mais 6% agora à tarde e vale cerca de US$ 46 o barril de WTI.

Vale PNA, que deu início à recuperação, avançava 2,51%, para R$ 26,50. Entre os bancos, Bradesco PN subia 2,34%, para R$ 21,39, e Itaú PN ganhava 2,90%, a R$ 23,41.

Evitando um desempenho ainda melhor, as siderúrgicas oscilavam em baixa com elevado volume. Gerdau PN caía 0,63%, para R$ 15,74, Usiminas PNA se desvalorizava 2,37%, a R$ 28,82, e CSN ON caía 1,83%, para R$ 34,85.

Melhora de humor também é observada em Wall Street, onde o Dow Jones reduziu as perdas do dia para 0,47%, enquanto o Nasdaq firmava alta de 1,42%.

No lado econômico as notícias foram negativas com fracos resultados trimestrais da General Electric e Xerox. E no campo político, o presidente do Comitê Financeiro do Senado, Max Baucus, anunciou hoje o projeto de US$ 275 bilhões em renuncia fiscal e investimentos. A previsão é que o plano seja debatido e votado na terça-feira.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.