Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa firma alta e se aproxima dos 37 mil pontos

SÃO PAULO - Superando a instabilidade do começo do pregão, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) passa a operar em território positivo nesta sexta-feira, tentando zerar as perdas acumuladas no mês. Por volta das 12h50, o Ibovespa registrava alta de 1,81%, aos 36.

Valor Online |

868 pontos, com giro financeiro em R$ 820 milhões. Com tal resultado, a perda acumulada em novembro fica em apenas 1,04%.

Voltando do feriado os investidores norte-americanos se desfazem de parte das posições montadas ao longo da semana. Há pouco, Dow Jones operava estável aos 8.277 pontos, e o Nasdaq caía 0,65%. Vale lembrar que a sessão de hoje será curta em Wall Street.

No câmbio, o dia marca a formação da Ptax (média ponderada da cotação apurada pelo Banco Central e utilizada para a liquidação dos contratos futuros na BM & F), o que sempre suscita a briga entre comprados e vendidos.

O Banco Central já atuou duas vezes vendendo dólares à vista para conseguir segurar o preço. Depois de bater R$ 2,345 na máxima da manhã, há pouco, o dólar comercial saía a R$ 2,286 na venda, avanço de 0,21%.

Na avaliação da analista da SLW Corretora, Kelly Trentin, o efeito calendário ajuda a explicar parte do bom humor do dia, com fundos e outros investidores mantendo os preços para o fechamento das cotas do mês.

Além disso, a analista aponta que a percepção do investidor melhorou um pouco devido à constatação de que há entrada de recurso estrangeiro na bolsa, o deve ajudar a reduzir o saldo negativo no acumulado de novembro. Até o dia 25, o saldo de negociação direta dos não residentes marcava saída de R$ 1,66 bilhão.

Ainda de acordo com Kelly, a perspectiva para dezembro é melhor depois da série de medidas anunciadas no fim deste mês, como o socorro ao Citigroup, US$ 800 bilhões para o crédito nos Estados Unidos, 200 bilhões de euros para os países da União Européia e corte de juro na China.

No entanto, a especialista ainda não enxerga uma recuperação sustentada da bolsa. " Parece que o pior da crise já passou, mas a crise ainda não acabou " , resume.

Dentro do índice, o destaque fica com o setor de telecomunicações. O papel PN da Brasil Telecom Part ganhava 13,74%, para R$ 18,78, Brasil Telecom SA PN subia 8,96%, para R$ 14,71, e Telemar Norte Leste PNA avançava 7,33%, para R$ 56,89. Ontem, a Oi/Telemar anunciou que conclui a captação dos recursos necessários à compra da BrT. A Oi levantou junto ao mercado cerca de R$ 10 bilhões.

Os carros-chefe também ganham valor, com a ação PN da Petrobras subindo 1,25%, negociada a R$ 20,20. Vale PNA aumentava 2,76%, a R$ 24,87. Os bancos também têm desempenho positivo. Há pouco, o papel PN do Bradesco valorizava 1,83%, a R$ 24,44, e Itaú PN subia 1,78%, para R$ 26,85.

O papel PN da Gol confirma a alta de 9% da sessão de ontem, avançando outros 2,80%, para R$ 24,88. O papel da companhia teve recomendação elevada para " outperform " pela Credit Suisse e para " compra " pelo Deustche Bank.

Na ponta vendedora, apenas 4 dos 66 papéis que compõem o índice, entre eles Transmissão Paulista PN, que recuava 2,33%, para R$ 46,39, e TIM Part ON, que recuava 1,60%, para R$ 7,37, devolvendo parte do acentuado ganho das últimas duas sessões.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG