A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) teve um pregão instável, descolado do exterior, e fechou em terreno positivo, apoiada nos ganhos das ações de empresas de commodities, mas ainda sem retomar o patamar dos 40 mil pontos.

O Ibovespa encerrou em alta de 0,14%, aos 39.730 pontos, enquanto as Bolsas de Nova York marcavam queda de mais de 1%. O giro de negócios do pregão totalizou R$ 2,85 bilhões, o segundo menor em fevereiro.

O avanço das blue chips (ações das principais empresas negociadas na Bolsa) ajudou a sustentar o Ibovespa para cima. Petrobras, a reboque da disparada de 14% na cotação do barril do petróleo, avançou 1,58%, a R$ 26,30.

Já Vale valeu-se da recuperação nos preços dos metais para subir 0,61%, a R$ 29,79.

Os investidores também repercutiram a divulgação de resultados do quarto trimestre, o que provocou queda de Gerdau, mas valorização de Banco do Brasil e Usiminas.

Dólar

Depois de um pregão bastante instável, a moeda americana fecha a quinta-feira sem alteração.

A moeda americana encerrou o dia cotada a R$ 2,352, no mesmo valor de fechamento de ontem.

(Com informações do Valor Online e Reuters)

Leia mais sobre Bovespa - dólar

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.