Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa fecha em leve alta; dólar tem queda de 1,7%

SÃO PAULO - Depois de um passeio pelo território negativo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) voltou a operar em alta, apoiada nas ações da Petrobras e da Vale do Rio Doce. A Bovespa fechou com alta de 0,49% aos 39.341 pontos.

Redação com Valor Online |

Em Wall Street, os índices também ensaiam retomada depois de um mergulho de baixa. Há pouco, o Dow Jones subia 0,35%, enquanto o Nasdaq ganhava 0,40%.

Depois da reação positiva à nova rodada de ajuda aos bancos, os investidores voltaram a questionar a saúde do setor financeiro e venderam papéis relacionados ao segmento no período da tarde. O foco continua sobre o Bank of America e o Citigroup, que receberam suporte financeiro de mais de US$ 400 bilhões.

Sustendo os ganhos do Ibovespa, Petrobras PN avançava 0,74%, para 24,28, e Vale PNA ganhava 0,94%, a R$ 26,65.

Alinhados aos pares internacionais, os banco seguem perdendo valor. Bradesco PN caía 1,20%, para R$ 21,39, enquanto Itaú PN cedia 2,86%, para R$ 24,09. Perda de 3,13% para o papel ON do Banco do Brasil, que era negociado a R$ 14,53.

Na ponta compradora, destaque para as varejistas. Lojas Renner ON tinha alta de 5,89%, para R$ 17,42, e Lojas Americanas PN subia 4,79%, a R$ 6,56. Rossi ON e Gol PN também ganhavam mais de 4% cada, para R$ 4,50 e R$ 11,48, respectivamente.

Dólar

Depois de quatro dias consecutivos de valorização, o dólar passou por um ajuste de baixa ante o real. As vendas continuaram mesmo depois da virada de humor que puxou as bolsas para o território negativo durante parte da tarde. A moeda norte-americana encerrou o dia cotada a R$ 2,344, uma retração de 1,76%.

Um operador de câmbio de uma corretora nacional, que preferiu não ser identificado, mencionou o fôlego que o dólar tomou durante a manhã, chegando a cair mais de 3% com a melhora do humor dos mercados acionários em relação aos últimos dias.

Entretanto, com a piora do cenário global durante a tarde, a moeda norte-americana reduziu sua queda, dando espaço para a realização de um leilão de venda de dólares no mercado à vista pelo Banco Central.

Perto do fechamento do mercado de câmbio, o principal índice da Bovespa caía, após ter chegado a beirar os 2% de alta. As bolsas de valores norte-americanas também inverteram o movimento predominante na manhã e cediam.

Ainda nesta sexta-feira, o Banco Central realiza pesquisa de demanda para medir as condições para realizar na segunda-feira um leilão de swap cambial para dar início à rolagem de um lote de contratos que vence no início de fevereiro.

Leia mais sobre: Dólar - Bovespa

Leia tudo sobre: bovespadolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG