Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa fecha em baixa de 0,20%

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou as negociações nesta segunda-feira em baixa de 0,20%. A Bovespa indicou uma oscilação expressiva durante todo o dia, seguindo a volatilidade dos mercados externos. O Ibovespa encerrou o dia em um patamar de 35.717 pontos.

Redação |

O pregão desta segunda-feira apresentou uma grande oscilação. As negociações abriram em baixa e ficaram nesse patamar até as 15h30, quando as perdas acumuladas chegavam a 3%. No entanto, por volta das 17h, a tendência foi invertida e o Ibovespa passou a indicar alta.

Mas, faltando menos de uma hora para o encerramento das negociações, os números voltaram a cair, o que resultou num fechamento das negociações em baixa de 0,20%. O giro financeiro somou R$ 3,88 bilhões, sendo R$ 1,02 bilhão referente ao exercício de opções sobre ações.

De acordo com o assessor de investimentos da Corretora Souza Barros, Luiz Roberto Monteiro, o mercado brasileiro, mais uma vez, mimetizou as bolsas norte-americanas, que também ensaiaram uma retomada das compras, mas não se sustentaram em alta.

Segundo o especialista, a melhora de humor no período da tarde, quando o índice chegou a subir 1,6%, se apoiou na elevação da produção industrial norte-americana em outubro. Surpreendendo os analistas, a produção avançou 1,3%, depois de cair 3,7% no mês anterior. "Mas depois o mercado passou a encarar a realidade de frente e ver que os problemas ainda são graves."

Reflexos externos

A oscilação expressiva também teve como origem os números apresentados pelas bolsas européias e, principalmente, a oficialização da recessão no Japão, onde a economia encolheu por dois trimestres consecutivos.

O Produto Interno Bruto (PIB) japonês contraiu-se a uma taxa anualizada de 0,4% nos três meses até setembro, seguindo recuo de 3,7% apurados no trimestre encerrado em junho.

Já na Europa, as principais bolsas fecharam com forte baixa nesta segunda-feira, marcando o quarto dia de recuo em cinco pregões.  Em Londres, o índice FTSE caiu 2,38% e fechou com 4.132,16 pontos. Em Paris, o CAC-40 teve perda de 3,37%, para 3.180,53 pontos. Em Frankfurt o DAX 30 recuou 3,25%, para 4.557,27 pontos.

Outra notícia negativa foi o pedido de concordata da imobiliária espanhola Tremon, que também trouxe uma nova onda de pessimismo ao mercado durante esta segunda-feira.

Ásia

Mesmo com a confirmação da recessão, a Bolsa de Tóquio fechou em alta de 0,71%. As bolsas em Hong Kong e Seul perderam 0,10% e 0,91%, respectivamente, enquanto Xangai teve valorização de 2,22%.

Dólar

O dólar comercial reduziu o ritmo de valorização ante o real, deixando para trás parte da alta de 2,6% registrada na máxima do dia. A moeda americana encerrou esta segunda-feira em alta de 0,31%, cotada a R$ 2,278.

(Com informações do Valor Online)

Leia tudo sobre: bolsa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG