Tamanho do texto

Após registrar baixa na maior parte do dia, a Bovespa fechou o pregão desta terça-feira em alta de 1,68% a 49.228 pontos. A manutenção da taxa básica de juros dos Estados Unidos em 2% ao ano e os rumores de que um acordo para salvar a gigante de seguros AIG está no forno salvaram as Bolsas norte-americanas e a brasileira de mais um pregão de enormes perdas.

Acordo Ortográfico Entre os ativos de maior peso na carteira, Petrobras PN subiu 5,03%, para R$ 31,30; Vale PNA ganhou 3,74%, para a R$ 34,88; BM & FBovespa ON teve baixa de 3,57%, para R$ 8,10; Bradesco PN se valorizou 0,03%, a R$ 27,90; e Vale ON aumentou 2,57%, para R$ 39,90.

Nos Estados Unidos, as bolsas também passaram a operar em alta. Pouco antes das 17h, Dow Jones subia 1,05% e a bolsa eletrônica Nasdaq tinha ganhos de 0,86%. As bolsas reagiram depois da decisão do Federal Reserve (Fed, banco central americano) de manter a taxa básica de juros nos EUA em 2% ao ano.

A quebra do banco de investimentos Lehman Brothers elevou o temor sobre a saúde do sistema bancário norte-americano. A percepção dos investidores é de que a crise está longe do fim e deve engolir outras instituições importantes, como a seguradora AIG. Também pesou a queda dos preços do petróleo.


Clique na imagem para ver o infográfico

"Não há escapatória para ninguém. Todos nós temos que apostar ou tirar algum recurso da quantidade global conjunta de dinheiro e todos somos afetados por isso", disse Adnan Kucukalic, estrategista chefe do Credit Suisse em Sydney.

Dólar

O mercado cambial doméstico continuou sob efeito do processo de desmonte global de investimentos com a crise financeira nos EUA e fechou hoje com o dólar valorizado em relação ao real - mas longe das taxas máximas do dia, quando atingiu R$ 1,855. O dólar fechou com alta de 0,44%, cotado a R$ 1,820.

(Com informações da Reuters, Agência Estado e Valor Online)

Leia também:

Leia mais sobre a crise que atingiu o mercado financeiro

E você, tem ações na bolsa? Conte sua história

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.