Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa fecha em alta de 1,20%; dólar fica estável

Depois de começar o dia em queda, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou o pregão desta quinta-feira em alta de 1,20%, aos 60.252 pontos. O ganho de hoje é o melhor resultado em nove sessões.

Redação com Valor Online |

 

A Bovespa passou a subir após as Bolsas de Nova York começarem o dia em alta e se manteve no terreno positivo nesta tarde, apesar de as Bolsas americanas passarem a operar mistas.

As fabricantes de aço voltaram a ganhar valor depois de novos comentários positivos de analistas externos. A ação PNA da Usiminas ganhou 5,52%, para R$ 73,51, Gerdau PN teve valorização de 3,97%, para R$ 35,55, e CSN ON subiu 1,94%, para R$ 63,00.

Atuando em direção contrária, Petrobras PN, que girou mais de R$ 1,1 bilhão hoje, fechou com baixa de 1,37%, aos 40,05, mesmo com o petróleo tendo subido mais de US$ 5 por barril. Na semana, a ação da estatal já caiu 7,3%. Vale PNA perdeu 1,03%, para R$ 43,09.

De volta ao âmbito corporativo, as elétricas também apresentaram desempenho positivo. Cemig PN teve alta de 3,71%, para R$ 38,82, Cesp PNB avançou 2,74%, para R$ 31,44, e Eletrobrás ON teve ganho de 6,01%, para R$ 28,89.

No setor de varejo, o destaque ficou com as ações PN da Lojas Americanas, que subiu 5,36%, para R$ 10,40. A empresa é melhor escolha do UBS dentro do setor.

A forte alta no preço do petróleo também não conteve a recuperação dos papéis do setor aéreo. TAM liderou os ganhos dentro do índice, avançando 8,40%, para R$ 27,85, e Gol PN subiu 3,17%, para R$ 14,63.

Fora do índice, as ações da Bovespa Holding e BM & F caíram de forma acentuada, devolvendo o ganho acumulado desde o começo do mês. A ação ON da BM & F perdeu 8,37%, para R$ 12,80, e o ativo de mesma classe da Bovespa recuou 5,75%, para R$ 18,85.

Em Wall Street o pregão também foi bastante instável, com os investidores divididos entre dados corporativos positivos e o tom negativo do setor financeiro, onde crescem os rumores de intervenção governamental na Fannie Mae e Freddie Mac, as duas maiores empresas hipotecárias do país.

Dólar

Depois de mais um pregão de elevada instabilidade, a moeda norte-americana voltou ganhar força ante o real, mas terminou o dia estável.

O dólar comercial fechou negociado R$ 1,610, estável. Na quarta-feira, a moeda fechou em queda de 0,18%.

Leia também:

 

Leia mais sobre Bovespa - dólar

Leia tudo sobre: bovespadolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG