Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa entra em território negativo nesta sexta; dólar tem desvalorização ante o real

SÃO PAULO - Parece durar pouco o alívio trazido pelo novo resgate ao setor financeiro norte-americano e as bolsas de valores tanto aqui quanto lá devolvem os ganhos registrados pela manhã. Por volta das 15h, a Bovespa indicava uma queda de 1,05%, com 38.739 pontos. O giro financeiro estava em R$ 2,02 bilhões.

Redação com agências |

 

O governo norte-americano se viu obrigado a intervir novamente no setor financeiro, mais especificamente no Bank of America e no Citigroup, que estavam sob crise de confiança e envoltos em rumores de nacionalização. O pacote de pouco mais de US$ 400 bilhões vem na forma de garantia aos ativos dos dois bancos.

A ajuda vem no mesmo dia em que Citi e BofA anunciaram prejuízos bilionários. O BofA fechou o quarto trimestre do ano com perda de US$ 1,8 bilhão, enquanto o Citi amargou prejuízo de US$ 8,3 bilhões. Resultados piores do que o estimado.

De volta ao mercado interno, o dia menos negativo e a menor aversão risco proporcionada pelas medidas estimularam a venda de dólares. Há pouco, a divisa era negociada a R$ 2,335 na venda, baixa de 1,89%.

Dentro do Ibovespa, Petrobras PN subia 0,04%, para 24,11, e Vale PNA avançava 0,07%, a R$ 26,42. Atuando em direção contrária, Itaú PN caía 2,82%, para R$ 24,09, e Bradesco PN se desvalorizava 1,38%, a R$ 21,35.

Ainda na ponta vendedora, Sadia PN caía 2,73%, para R$ 3,55, Telemar ON recuava 2,62%, para R$ 31,16, e Aracruz PN cedia 1,81%, a R$ 2,71.

Na ponta compradora, Gol PN subia 5,54%, a R$ 11,62, e Rossi Residencial ON tinha valorização de 4,40%, para R$ 4,50. TIM PN e Vivo PN ganhavam mais de 3% cada, para R$ 5,29 e R$ 33,90, respectivamente.

Em Wall Street, o dia também voltou a ser de baixa, com Dow Jones e Nasdaq perdendo 0,95% e 1,10%, respectivamente. Na agenda do dia, mais um sinal de perda de dinamismo econômico veio com a contração de 2% na produção industrial em dezembro, resultado pior do que o esperado. Os investidores também receberam o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês), que registrou deflação de 0,7% em dezembro. O núcleo do indicador, que exclui alimentos e energia, ficou estável. Em 2008, o CPI subiu 0,1%, menor leitura em 54 anos.

Câmbio

O dólar comercial opera com desvalorização na abertura dos negócios nesta sexta-feira. Há pouco, a moeda estava a R$ 2,347 , baixa de 1,63%.

(Com informações do Valor Online)

Leia tudo sobre: bolsa e dólar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG