Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa ensaia recuperação; dólar ganha 0,21%, a R$ 2,364

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) luta para seguir o sinal externo e reverte as perdas da abertura do pregão. Por volta das 13 horas, o Ibovespa recuava 0,08%, aos 39.

Valor Online |

504 pontos. O giro financeiro somava R$ 1 bilhão, baixo para o período do dia.

O economista-chefe da consultoria UpTrend, Jason Vieira, observa que a bolsa brasileira tentou acompanhar a melhora do mercado norte-americano, mas o fraco desempenho das commodities segura o índice em baixa.

Puxando as perdas, o papel PN da Petrobras caía 0,42%, negociado a R$ 23,40. A ação acompanha o preço do petróleo, que vale menos de US$ 35 o barril de WTI. Queda também para Vale PNA, que desvalorizava 0,35%, a R$ 25,22. Os dois ativos respondem por cerca de 30% do índice.

Em Wall Street, os investidores revertem parte das apostas negativas do começo do pregão depois que o presidente George W. Bush anunciou a liberação de US$ 17,4 bilhões para as montadoras. Há pouco, Dow Jones subia 1% e o Nasdaq ganhava 1,75%.

O dinheiro poderá evitar a falência da General Motors e da Chrysler, além de ajudar a Ford. Os recursos vêm do Tarp, plano de US$ 700 bilhões destinado ao setor financeiro. De imediato, as fabricantes de automóveis receberão US$ 13,4 bilhões.

Da bolsa para o câmbio, Vieira comenta que o mercado está segurando uma valorização do real, pois os fundamentos sugerem um preço mais baixo para a moeda norte-americana. Depois de ensaiar baixa, a moeda voltou a ganhar valor, saindo a R$ 2,364 na venda, avanço de 0,21%.

Pela manhã, a divisa chegou a subir mais de 4,7%, relacionado ao aumento de preço do dólar no mercado externo, notícias de remessas, e à determinação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que obriga as empresas a detalhar suas exposições a instrumentos financeiros (derivativos ou não). Segundo operadores, algumas empresas teriam buscado zerar suas posições para tirar os derivativos do balanço.

De volta à Bovespa, o destaque de alta segue com o setor de telecomunicações. A compra da Brasil Telecom pela Oi/Telemar foi finalmente aprovada. Refletindo isso, o papel PN da Brasil Telecom SA avançava 5,24%, a R$ 16,05. Brasil Telecom Part PN tinha acréscimo de 3,16%, a R$ 21,19, e Telemar Norte Leste PNA estava a R$ 64,51, aumento de 2,39%.

Na ponta oposta, as siderúrgicas verificavam declínio. Usiminas ON caía 3,54%, a R$ 26,10, Gerdau PN recuava 2,44%, a R$ 21,17 e CNS ON desvalorizava 1,05%, para R$ 31,76.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG