Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa ensaia alta após dois dias de perda

SÃO PAULO - Seguindo as perdas acentuadas de ontem, os índices futuros aqui e em Wall Street sugerem uma tentativa de recuperação. Há pouco, o Ibovespa com vencimento em fevereiro subia 0,48%, aos 41.

Valor Online |

400 pontos.

A apresentação do novo plano de resgate ao setor financeiro trouxe mais dúvidas aos agentes. Faltaram detalhes sobre a implementação e sobre como funcionará o fundo público-privado voltado ao estímulo do crédito.

Como o anúncio contrariou as expectativas a reação dos agentes foi de liquidar posições. Em Wall Street, o Dow Jones caiu 4,62%, para 7.888 pontos, maior baixa diária desde primeiro de dezembro. O forte negativismo externo promoveu as vendas por aqui, mas a perda do Ibovespa foi menos intensa. O índice diminuiu 2,12%, encerrando aos 41.207 pontos, com giro financeiro de R$ 5,49 bilhões.

Hoje, os agentes devem continuar repercutindo a notícia, pois a agenda do dia é pouco relevante. Nos Estados Unidos saem a balança comercial, estoques de petróleo e o déficit orçamentário.

Por aqui, atenção para as ações da NET. A empresa que opera o "triple play" - TV, internet e telefonia - teve prejuízo líquido de R$ 91 milhões no quarto trimestre do ano passado, contra lucro de R$ 96 milhões em igual período de 2007. O fraco resultado é reflexo da despesa com variação cambial sobre a dívida em moeda estrangeira. A Fator Corretora previa perda de R$ 28 milhões, enquanto a Brascan estimava prejuízo de R$ 37 milhões.

Ontem, a Brasil Telecom divulgou lucro de R$ 115,3 milhões para o último trimestre de 2008, montante 41,7% menor em relação ao mesmo período de 2007.

Na Europa, os investidores ensaiavam uma retomada, mas a preocupação com o setor financeiro segurava as compras. Em Londres, o FTSE-100 ganhava 0,05%. Em Frankfurt, o Xetra-DAX subia 0,31%.

O Credit Suisse fechou o quarto trimestre de 2008 com prejuízo de 6,2 bilhões de francos suíços (US$ 5,2 bilhões), o que contrasta com ganho de 540 milhões de francos em igual período do ano passado. A instituição enfrentou baixa contábil de 3,2 bilhões de francos.

Ainda na região, a gigante do aço ArcelorMittal surpreendeu negativamente ao apontar prejuízo de US$ 2,6 bilhões no trimestre, atribuído ao colapso da demanda no período.

No mercado de câmbio, o dólar amplia a vantagem sobre seus principais rivais e também avança contra a moeda brasileira. Há pouco, o dólar comercial valia R$ 2,291 na venda, aumento de 0,30%. Já no mercado futuro, o dólar para março caía 1,13%, a R$ 2,30.

À tarde, o Banco Central (BC) realiza leilão de dólares com compromisso de recompra, combinado com compromisso de repasse dos recursos em linhas para financiamento de exportações.

Os mercados da Ásia refletiram hoje o pessimismo da terça e fecharam em baixa.(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG