Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa declina 0,55% e dólar recua 0,31%, a R$ 2,493

SÃO PAULO - Descolada da sinalização proveniente do mercado externo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a terça-feira em baixa. Com cerca de meia hora de pregão, o Ibovespa perdia 0,55%, aos 38.

Valor Online |

075 pontos, com giro financeiro em R$ 194 milhões.

As vendas por aqui seguem o preço das commodities, deixando de lado a sinalização proveniente do mercado externo, onde os investidores mantêm o humor enquanto acompanham o desenrolar do plano de ajuda às montadoras norte-americanas. O plano proposto pelos congressistas é de US$ 15 bilhões e dará ao governo participação nas empresas. As montadoras, por sua vez, terão que se reinventar e provar que são sustentáveis no longo prazo.

Na Europa, os índices seguem operando em alta, com avanços em Londres e Frankfurt.

No câmbio, o dólar reverteu os ganhos registrados no começo do pregão e firma posição em território negativo. Há pouco, a moeda valia R$ 2,493 na venda, queda de 0,31%. Logo mais, das 12h30 às 13h, o Banco Central (BC) faz leilão de swap para rolagem dos contratos vencem em janeiro. Serão colocados ao todo 80 mil swaps em três vencimentos diferentes.

No exterior, onde a moeda norte-americana subiu forte ante o euro, libra e outras moedas desenvolvidas, os analistas começam a se questionar se já não é hora de embolsar esses ganhos. A moeda foi o porto seguro no momento de maior aversão ao risco e desalavancagem, mas a baixa taxa de juros dos EUA aliada à recessão devem começar a pesar sobre a divisa do país.

De volta à renda variável, dentro do Ibovespa, Petrobras PN puxava as perdas ao recuar 1,08%, para R$ 19,99. Vale PNA cedia 1,18%, saindo a R$ 23,44, e CSN ON desvalorizava 0,98%, a R$ 26,20.

Perda também para os bancos, com a ação PN do Itaú recuando 0,83%, a R$ 29,66. Banco do Brasil ON caía 0,11%, a R$ 17,15. Em direção contrária, Bradesco aumentava 0,11%, para R$ 25,28.

Na ponta compradora, GOL PN subia 2,33%, para R$ 10,51. Souza Cruz ON avançava 2,51%, a R$ 49,31, e Rossi ON apontava alta de 2,60%, a R$ 3,15.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG