A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) corrigiu esta tarde a divulgação feita anteriormente sobre a composição da nova carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), que entrará em vigor na próxima segunda-feira (dia 1º) e ficará em vigência até o dia 30 de novembro do ano que vem. Segundo novo comunicado, a renovação da carteira apresentou os ingressos de ações da Celesc, Duratex, Odontoprev, TIM Participações, Telemar e Unibanco, enquanto ativos da Petrobras, Aracruz, CCR Rodovias, Copel, Weg e Iochpe-Maxion foram excluídos.

O indicador, composto de ações emitidas por empresas que apresentam alto grau de comprometimento com sustentabilidade e responsabilidade social, reúne 38 ativos de 30 companhias e 13 setores que somam R$ 372 bilhões de valor de mercado, segundo a Bolsa. A capitalização do índice corresponde a 30,7% do valor de mercado total das 394 empresas com ações negociadas na Bovespa que, em 21 de novembro, era de R$ 1,21 trilhão. A formação da carteira anterior contava com 40 ações emitidas por 32 empresas de 13 setores.

As participantes da nova carteira do ISE foram selecionadas entre 51 empresas que responderam a um questionário enviado às 137 companhias emissoras das 150 ações mais líquidas da Bovespa.

As empresas que compõem a nova carteira são: AES Tietê, Banco do Brasil, Bradesco, Braskem, Celesc, Cemig, Cesp, Coelce, CPFL Energia, Dasa, Duratex, Eletrobrás, Eletropaulo, Embraer, Energias do Brasil, Gerdau, Gerdau Metalúrgica, Itaú, Light, Natura, Odontoprev, Perdigão, Sabesp, Sadia, Suzano Papel e Celulose, Telemar, TIM participações, Tractebel, Unibanco e VCP.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.