SÃO PAULO - O investidor interno não consegue escapar do mau humor que ronda nos mercados europeus e norte-americanos e segue atuando na ponta vendedora da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Por volta das 11h30, o Ibovespa registrava queda de 2,69%, para 36.

873 pontos, com giro financeiro em R$ 204 milhões.

O noticiário do dia não ajuda. O Reino Unido entrou oficialmente em recessão, grandes empresas asiáticas, como Sony e Samsung registram prejuízos, e corporações norte-americanas têm lucro menor, como a General Electric.

Em Wall Street, o mercado futuro aponta abertura negativa e na Europa, Londres e Frankfurt recuavam 1,39% e 2,29%, respectivamente
O desempenho das ações por aqui também reflete a perda de valor das commodities. O petróleo e outras matérias-primas seguem operando em baixa no mercado externo, o que tira atratividade dos maiores papéis da bolsa.

O saldo de negociação estrangeira na Bovespa, que estava positivo em mais de US$ 1 bilhão no começo do ano, foi recuando no decorrer da segunda semana de janeiro, e no acumulado até o dia 20 já estava negativo em R$ 546 milhões.

O dólar também reflete o pessimismo externo e avança contra o real. Há pouco, a moeda valia R$ 2,366, alta de 1,50%. No mercado externo, o dólar ganha forte contra o euro e está na maior cotação desde 1985 sobre a libra.

Puxando as perdas dentro do Ibovespa, Petrobras PN caía 2,58%, a R$ 23,03, e Vale PNA perdia 1,85%, a R$ 25,37. Entre as siderúrgicas, Gerdau PN recuava 4,10%, a R$ 15,19, e Usiminas PNA apontava queda de 3,45%, valendo R$ 28,50.

Os bancos seguem perdendo valor, com a ação PN do Bradesco recuando 2,0%, para 20,48, Banco do Brasil ON perdia 3,02%, para R$ 13,14, e Itaú PN desvalorizava 2,24%, para R$ 22,24.

Destaque de alta para o papel ON da TIM Part, que disparava 20,52%, para R$ 6,40. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que a Telco, controladora da Telecom Itália SpA, deve fazer uma oferta de compra pela TIM Participações. Segundo a CVM a oferta é obrigatória, pois o controle da Telecom Itália mudou com a criação da holding Telco, que tem com investidores Telefonica, Intesa Sanpaolo SpA, Assicurazioni Generali SpA, e Mediobanca SpA. O papel PN ganhava 3,72%, para R$ 3,34.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.