Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa cai 3,70%. Dólar sobe 5,23% apesar de leilão

SÃO PAULO - O mercado financeiro mostra sensível piora nesta tarde, tanto lá fora como aqui no Brasil, dada a insatisfação dos agentes com o discurso do Federal Reserve, Ben Bernanke. Ainda que o dirigente admita uma reavaliação da política monetária em vigor, os investidores reagem negativamente, pois a expectativa era de um anúncio claro de redução do juro, devido aos efeitos da crise sobre a economia real.

Valor Online |

Com a piora do humor em Wall Street, a bolsa paulista também acentuou as perdas e o dólar avançou ainda mais. Depois de ter feito leilão de swap pela manhã, no valor de US$ 1,359 bilhão, o Banco Central voltou a mercado há pouco para fazer leilão de linha de US$ 1 bilhão. Desta vez, o BC só recomprará a moeda daqui a 90 dias - e não apenas 30, como nas duas operações anteriores.

A moeda, entretanto, acelerou a valorização e instantes atrás, era comprada a R$ 2,3110 e vendida a R$ 2,3130, na máxima, com alta de 5,23%.

O Ibovespa, que operava com baixa de menos de 2% apura agora queda de 3,70%, para 40.543 pontos, com giro financeiro de R$ 3.642 bilhões.

O indicadores continuam bastante instáveis e, ainda que tenham tido variações mais modestas pela manhã, a inversão de humor prepondera nesta tarde. Está no foco dos agentes agora o conteúdo da ata da última reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês).

"Qualquer sinal negativo é suficiente para gerar pânico e nenhuma medida positiva é boa o suficiente para melhorar a confiança", diz Jason Vieira, economista-chefe da corretora UpTrend.

Em seus comentários, Bernanke comentou que as piora das expectativas para a economia americana deve levar o Fed a rever sua posição com relação à política monetária. "O Fed precisará considerar se a posição atual de política monetária permanece adequada." Em uma situação menos caótica o mercado entenderia o comentário com uma sinalização para possível redução do juro, o que significaria alívio para a tensão, mas a percepção dos analistas é de que os agentes estão sem parâmetro e desejam solução imediata para o problema.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG